A Fiat foi alvo de uma campanha negativa organizada por influenciadores digitais na tarde desta quarta-feira (3). A montadora recebeu mais de 28 mil dislikes no vídeo de lançamento do novo carro da marca, o Pulse, que foi transmitido há cerca de duas semanas no YouTube.

No momento da redação da matéria, o vídeo contava com cerca de 175 mil visualizações. Porém, diferente dos dislikes, o número de likes é relativamente baixo, estando na casa de 3.100. Ou seja, o número de impressões negativas é quase dez vezes maior do que o de impressões positivas.

publicidade

Retaliação pela demissão de Maurício Souza

Mensagens com o mesmo texto dão a entender que se trata de uma ação coordenada. Crédito: YouTube/Reprodução

Nos comentários do vídeo, uma série de usuários do YouTube se mostram insatisfeitos com a Fiat. O descontentamento é reflexo da demissão do jogador de vôlei Maurício Souza, que foi desligado do Minas Tênis Clube no último dia 27 de outubro por conta de posts homofóbicos.

A Fiat, que é patrocinadora da equipe mineira, foi uma das impulsionadoras da demissão do atleta junto com a produtora de aço Gerdau. As duas empresas foram bastante pressionadas nas redes sociais para cobrar a demissão do atleta, o que foi feito posteriormente.

Porém, a decisão da marca gerou reações negativas de políticos e influenciadores da direita. O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) pediu um boicote à Fiat e à Gerdau na última quinta-feira (28). Os apoiadores de Maurício dizem que o atleta foi demitido por “crime de opinião”.

Relembre o caso

Há cerca de três semanas, o jogador de vôlei Maurício Souza fez uma postagem em seu Instagram reclamando do fato de o personagem Jon Kent, da DC Comics, ser bissexual. Jon, que é filho de Clark Kent, será o novo Superman da DC.

Leia mais:

Parte da opinião pública considerou a posição de Maurício homofóbica, tornando o jogador centro de uma polêmica. O Minas Tênis Clube, cobrou uma retratação, que foi feita na conta do jogador no Twitter, que tinha apenas 52 seguidores, contra mais de 200 mil no Instagram.

Pouco depois, o atleta foi demitido, por pressão de patrocinadores. Porém, desde então, os números de Maurício Souza no Instagram não param de crescer. O atleta saiu de pouco mais de 200 mil seguidores no início da polêmica para 2,7 milhões em apenas uma semana.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!