Pros
  • Tamanho compacto é ótimo para usar com uma mão 
  • Desempenho do Snapdragon 888
  • Resistência e proteção IP68
Contras
  • Só deve ganhar duas grandes atualizações de sistema 
  • Bateria não dura um dia, apesar de carregar rápido
  • Apenas duas câmeras traseiras, sem a telefoto do Zenfone 8 Flip

Testei por 10 dias o Zenfone 8, que a Asus lançou no Brasil hoje (4), e fiquei bem impressionado com o pequeno, mas poderoso smartphone, como você vai ver neste review. Em primeiro lugar, vale citar que ele não custa nada barato, a partir de R$ 3.999 em preço promocional, mas dá para entender os motivos desse preço.

O smartphone da Asus conta com um ótimo desempenho graças ao processador Snapdragon 888 com 8 ou 16 GB de RAM, mas chama a atenção mesmo pelo seu tamanho compacto, que cabe perfeitamente na mão. A versão que testamos foi a de 16 GB.

publicidade

Esse é um smartphone 5G sub-6GHz, mas não funciona com redes mmWave. O pequeno celular da Asus também tem Wi-Fi 6e e Bluetooth 5.2. Com uma espessura de apenas 8,9 mm e um peso de 169 gramas, o Zenfone 8 realmente ocupa pouco espaço, e não pesa nem na sua mão, nem no seu bolso, a não ser que a gente fale sobre o seu preço.

Zenfone 8 / Foto: Nick Ellis

Ao mesmo tempo, ele não tem a mesma personalidade do Zenfone 8 Flip e seus antecessores recentes, e seu visual pode até ser considerado genérico. De qualquer forma, dá para entender a decisão da Asus, que quis entregar um flagship compacto realmente honesto, o que ele é, e quem quiser pode comprar o modelo mais caro. Para compensar, o Zenfone 8 normal supera o Flip 8 em vários pontos, como a gente mostra no review abaixo.

Zenfone 8 é bem resistente e à prova d’água e poeira

Para começar, ele é muito resistente, com case de alumínio e tela com Gorilla Glass Victus, além de ser à prova d’água e poeira com resistência IP68, um recurso que o seu irmão maior e mais caro Zenfone 8 Flip, não tem.

As caixas de som estéreo otimizadas pela empresa sueca Dirac tem uma boa qualidade de áudio, e não distorcem mesmo com o volume máximo. Estamos falando de um celular que pode ser usado debaixo d’água, mas que mesmo assim manteve o seu plug para fones de ouvido, algo que para mim, é digno de aplausos, e que também não foi incluído no Zenfone 8 Flip.

Além do modelo de 16 GB que testamos, existem outras versões com 8 e 12 GB de RAM, todos os três com memória LPDDR5. São duas opções de armazenamento UFS3.1, 128 e 256 GB. Ao contrário do Zenfone 8 Flip, o modelo normal não tem slot para cartões microSD. Apesar das boas especificações, ele peca na bateria, que tem apenas 4000 mAh, contra 5000 mAh dos últimos Zenfones lançados.

Tela tem ótimo brilho, resolução e taxa de atualização

A tela AMOLED de 5,9 polegadas com formato 20:9 tem HDR10+ e taxa de atualização de 120Hz, bem superior aos 90Hz do Zenfone 8 Flip. A tela também taxa de amostragem de toques de 240Hz e tempo de resposta de toques de 1ms. Ela é feita pela Samsung, e tem brilho máximo de 1100 nits. Com resolução de 1080p (2400 x 1080 pixels), a tela tem uma densidade de 446 pixels por polegada.

A taxa de atualização é variável entre 60Hz, 90Hz e 120Hz, dependendo do app que está rodando. Para forçar a taxa de atualização de 120Hz, o que gasta bateria, mas é ótimo para jogos, é só entrar nas configurações da bateria e escolher o modo de alto desempenho, ou usar o menu lateral Game Genie, que aparece sempre que você estiver jogando. Para o uso no dia a dia, melhor deixar a bateria no modo dinâmico, ou isso vai prejudicar a autonomia.

A tela tem um recorte no canto esquerdo superior para a câmera frontal de 12 MP com sensor Sony IMX663 e foco automático de detecção de fase duplo. Como já citei, a tela é protegida pelo vidro ultrarresistente Gorilla Glass Victus, o que aumenta a resistência e durabilidade do aparelho, e mais uma vez deixa para trás o Zenfone 8 Flip, que tem vidro Gorilla Glass 6.

O leitor de impressões digitais fica sob a tela, e aparece sempre que o usuário tocar na tela, facilitando sua localização na hora de desbloquear. Quando ele posiciona o dedo sobre a área certa, o sensor acende uma luz branca forte, o que também é bem intuitivo. Na maioria das vezes, ele funciona sem problemas, mas eu ativei o desbloqueio por reconhecimento de face, pois em alguns momentos ele vai pedir para reposicionar o dedo.

Modo de uso com uma mão

Traseira do Zenfone 8 / Foto: Nick Ellis
Traseira do Zenfone 8 / Foto: Nick Ellis

Outro detalhe de software bem interessante é a possibilidade de ativar o modo de uso com uma só mão simplesmente deslizando o dedo para baixo na parte inferior da tela. Apesar da tela ser relativamente pequena e dele já ser confortável de usar com uma só mão, esse modo pode facilitar a vida do usuário em alguns casos.

Nas configurações, é possível mudar a altura do deslocamento, ou seja, quanto a tela irá descer, e também a sensibilidade do gesto para ativar o recurso.

Tecla inteligente

Na lateral fica a tecla inteligente, que se destaca por ser da cor azul, e pode ser programada com até dois usos. Por padrão, ao apertar duas vezes, ele abre o Google Assistente, e ao apertar e segurar, abrem desliga o aparelho, mas isso pode ser personalizado pelo usuário na opção “avançado” das configurações.

Ao ser pressionada, a tecla de volume abre um pequeno menu que permite ajustar o volume das chamadas, notificações e alarmes, além de outras configurações de áudio, sem precisar sair do app que você está usando.

Recursos de jogos herdados dos ROG Phone

Apesar de não ser vendido com um smartphone gamer, e ter um visual sem o apelo dos celulares da ROG, ele não só não faz nada feio para jogar, como também herdou alguns dos recursos bem úteis para gamers, herdadas dos modelos ROG Phone.

Quando você está jogando um game, ao deslizar o dedo a partir da lateral esquerda, abrirá o já citado Game Genie, que permite desativar as notificações, ajustar as configurações para melhorar o desempenho (como mudar a taxa de atualização para 120Hz), gravar a tela, e várias outras funções pensadas para os gamers.

Caixas de som estéreo e plug de fone de ouvido

As caixas de som estéreo têm uma ótima qualidade de áudio e volume alto, que pode ser aumentado nas configurações ativando o modo externo. As caixas de som não distorcem o áudio, nem mesmo nos volumes mais altos, só nesse modo externo.

Zenfone 8 é à prova d´água / Foto: Nick Ellis
Zenfone 8 é à prova d´água / Foto: Nick Ellis

A saída para fones de ouvido é algo que merece elogios em um smartphone à prova d’água, e vale citar que ela tem suporte ao codec Aqstic DAC da Qualcomm. O sistema conta com o toque inteligente, que ajusta o volume do toque de acordo com o som ambiente.

Terceira câmera faz falta, mas Zenfone 8 produz boas imagens

O conjunto de câmeras é duplo, com câmera principal de 64 MP com sensor Sony IMX686 e abertura F/1.8 e uma ultra-wide de 12 MP com sensor Sony IMX363 e um ângulo de captura de 112˚. Essas duas câmeras são iguais as do Zenfone 8 Flip, mas a terceira câmera, uma telefoto, infelizmente não foi incluída nesse modelo, e acaba fazendo falta, mas nada que comprometa o smartphone.

Detalhe da câmera do Zenfone 8
Detalhe da câmera dupla do Zenfone 8 / Foto: Nick Ellis

O sensor da câmera de 64 MP tem um bom tamanho, 1/1.73”, e assim consegue capturar mais luz e oferecer fotos mais claras. Essa câmera também tem estabilização óptica de imagens. A câmera principal tem um ótimo nível de detalhe com boa iluminação.

Modo noturno do Zenfone 8
Modo noturno do Zenfone 8 / Foto: Nick Ellis

O modo noturno funciona muito bem na câmera principal de 64 MP, um recurso que a Asus vem desenvolvendo faz tempo. A foto acima foi tirada totalmente no escuro.

Foto tirada com a lente ultra-wide do Zenfone 8
Lente ultra-wide do Zenfone 8 consegue tirar fotos ´próxima com bom nível de detalhe / Foto: Nick Ellis

Assim como a câmera frontal, a ultra-wide tem foco automático de detecção de fase duplo, e pode ser usada para tirar fotos mais próximas, de até 4 cm. Não chega a ser uma macro, tem bom nível de detalhes, como você pode ver na imagem acima.

Foto tirada com zoom usando a lente ultra-wide do Zenfone 8
Foto tirada com a lente wide do Zenfone 8 / Foto: Nick Ellis

Consegui tirar boas fotos e gravar vídeos com um visual interessante com as câmeras do Zenfone 8, que cumprem bem o seu papel. A câmera telefoto faz falta sim, mas foi uma opção da Asus para manter esse smartphone tão pequeno e confortável na mão.

A câmera principal captura vídeos de até 8K com 30 quadros por segundo, e todas as câmeras gravam vídeos em 4K, incluindo a câmera frontal.

Foto tirada com a lente ultra-wide do Zenfone 8
Foto tirada com zoom usando a lente ultra-wide do Zenfone 8 / Foto: Nick Ellis

No ranking do site DXMark, o conjunto de câmeras do Zenfone 8 perde para o iPhone 13 Mini, mas ganha do Galaxy S21, só para citar os dois maiores concorrentes. Vale citar que o vidro que protege a câmera na traseira não é o Victus, e sim o Gorilla Glass 3.

Bateria é ponto fraco, mas isso é compreensível

Com seu tamanho compacto, não dava para colocar uma bateria muito grande, então ele tem uma com 4000 mAh de capacidade, com carregamento rápido de 33W que leva 1 hora e 20 minutos para chegar a 100% da carga. Vale citar que o carregador HyperCharger vem na caixa, algo digno de aplausos hoje em dia.

Ela dura mais do que eu esperava, mas raramente chega ao fim de um dia de uso. Não sou um usuário normal, mas mesmo assim, espero mais autonomia de um smartphone do que o Zenfone 8 pode me entregar, assim a bateria acaba sendo o maior problema desse dispositivo.

Sistema e atualizações do Zenfone 8

O Zenfone 8 roda Android 11 com a ZenUI 8, uma interface bem limpa, mas com bons recursos, e com funções gamer herdadas dos ROG Phone, também da Asus. A Asus já está convocando usuários para testarem a nova ZenUI com o Android 12.

Para quem pensa em comprar o Zenfone 8, um possível problema são as suas futuras atualizações. Atualmente ele roda ZenUI 8, mas a Asus promete apenas duas grandes atualizações de sistema para o dispositivo, ou seja, para o Android 12 e Android 13. A empresa vai liberar todas as atualizações de segurança durante esse período, mas depois disso, não tem nada garantido.

Luz de notificações e carregamento

Um detalhe que eu gostei no Zenfone 8 é a luz de notificações, que pisca em verde para te avisar que tem algo a ser lido. Além disso, quando você coloca o aparelho na tomada, ela fica laranja enquanto ele está carregando, e muda para verde quando ele está com a carga completa, algo bem intuitivo e simples. Se a bateria está fraca, a luz acende em vermelho.

Conclusão

O Zenfone 8 é um ótimo smartphone compacto, o melhor que você pode comprar se você quiser um Android. Com o excelente desempenho do Snapdragon 888 e tela com taxa de atualização de 120Hz, boa qualidade de áudio, o novo lançamento da Asus no Brasil oferece muita coisa, mas no meio do caminho, acaba fazendo alguns compromissos.

Os dois problemas que vejo nesse aparelho não chegam a comprometer a experiência, as câmeras e a autonomia de bateria, que só vai chegar bem ao fim do dia se você não jogar muito.

Leia mais:

No primeiro caso, é só lembrar que um smartphone flagship com apenas duas câmeras é algo incomum em dispositivos Android, e também que essas câmeras são as mesmas da linha Zenfone 7. Elas funcionam bem, mesmo sem a telefoto, mas ao olhar para alguns concorrentes, acaba ficando para trás.

Já a bateria, apesar de durar mais do que eu esperava para um aparelho desse tamanho, não chega a durar até o fim do dia, na minha experiência, incluindo assistir séries em streaming e jogar por algumas horas. Também não existe a opção de carregar ele sem fio. De qualquer forma, no final das contas, dá sim para recomendar o Zenfone 8 pelo muito que ele custa.

Nossa Avaliação
  • Desempenho
    9.0
  • Design
    8.0
  • Câmeras
    7.0
  • Bateria
    6.0
  • Sistema/Interface
    8.0
  • Tela
    9.0
  • Conectividade
    8.0
  • Resistência
    9.0
Compre o Zenfone 8
ASUS Zenfone 8 8GB/256GB Prata
Amazon
ASUS Zenfone 8 8GB/128GB Prata
Americanas
ASUS Zenfone 8 8GB/128GB Preto
Ponto Frio

Zenfone 8: ficha técnica

Tela: Super AMOLED de 5,9 polegadas com HDR10+
Taxa de atualização de 120Hz
Resolução de 1080 x 2400 pixels
Brilho de 700 nits (ou até 1100 nits)
Processador: Snapdragon 888
Octa-core com até 2,84 GHz
5 nanômetros
GPU: Adreno 660
RAM: 8 ou 12 GB
Armazenamento: 128 ou 256 GB
Câmeras traseiras: wide: 64 MP (F/1.8)
ultra-wide: 12 MP (F/2.2) com ângulo de 112˚ e PDAF de pixel duplo
Vídeo: 8K com 24fps ou 4K com até 120fps
Câmera frontal: 12 MP (F/2.5) com PDAF de pixel duplo
Sistema Operacional: Android 11 com a interface ZenUI 8
Conexões: Wi-Fi 6e
Bluetooth 5.2
USB-C 2.0
GPS (A-GPS, GLONASS, GALILEO, BDS, QZSS, NavIC)
NFC
Bateria: 4.000 mAh com carregamento de 30W
Dimensões: 164,5 x 76 x 9,1 mm
Peso: 169 gramas
Outros: Leitor de impressões digitais na tela

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!