A Anatel começou hoje em Brasília o leilão do 5G. 15 empresas entraram na disputa e o embate foi travado entre gigantes como a Claro, Vivo e Tim, bem como fundos de investimento e também pequenos provedores de internet.

O primeiro lote, com a faixa mais concorrida, a de 3,5 GHz, foi vencido pela Claro, que ofereceu 338 milhões de reais. No segundo lote, a vencedora foi a Vivo. E, a Tim arrematou o terceiro por 351 milhões de reais.

publicidade

Já o primeiro lote da faixa de 700 MHz ficou com a Winity II, startup de São Paulo que trabalha com conexões sem fio entre máquinas para empresas, que ofereceu 1 bilhão e 400 milhões de reais.

O novo padrão de conectividade móvel promete entregar maior velocidade e menor latência. O 5G foi justamente pensado para dar conta do crescente número de dispositivos que estão cada vez mais conectados.

publicidade

A expectativa é que a tecnologia de quinta geração comece a ser ofertada, nas capitais, até o dia 31 de julho de 2022.

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!