A perda da cantora Marília Mendonça em um acidente aéreo nesta sexta-feira (5) pegou o Brasil de surpresa. Aos 26 anos, a artista foi uma das precursoras do chamado feminejo, uma vertente do sertanejo com letras focadas no empoderamento feminino.

Durante a pandemia da Covid-19, a artista também se consolidou como a artista mais relevante do Brasil no cenário das lives. Marília Mendonça aparece duas vezes na lista das dez apresentações ao vivo mais vistas do YouTube em 2020.

publicidade

Live mais vista da história

Marília figura no topo da lista, com sua primeira live, intitulada “Live Local Marília Mendonca”, realizada no dia 8 de abril de 2020. A apresentação teve 3,31 milhões de visualizações, sendo a live mais vista da história do YouTube, à frente de artistas internacionais, como BTS e Andrea Bocelli.

A segunda live de Marília Mendonça, a “Todos os Cantos De Casa”, transmitida em 9 de maio, figura na oitava posição do ranking, com 2,21 milhões de visualizações. Os números correspondem ao pico de visualizações, ou seja, o número de dispositivos conectados na transmissão ao mesmo tempo.

Live exibida em 8 de abril de 2020 foi a mais vista da história do YouTube

Clipe mais visto de 2020

Durante o início da pandemia, no momento em que as lives estavam em alta, uma apresentação de Marília Mendonça foi uma das mais pedidas. A live recordista do YouTube foi feita na sala da casa da cantora, sem uma produção muito elaborada, algo que se tornou comum nas lives posteriormente.

Clipe da música “Graveto” foi o mais visto do YouTube Brasil em 2020

Marília Mendonça também é a dona do clipe mais visto do ano de 2020 no YouTube Brasil. O vídeo da música “Graveto”, lançado em janeiro do ano passado, foi o mais visto do ano por aqui com 230 milhões de visualizações entre 1º de janeiro e 15 de novembro de 2020.

Relembre a carreira de Marília Mendonça

Marília Mendonça iniciou sua carreira como compositora ainda muito jovem, em meados de 2010, e escreveu letras para grandes artistas do cenário sertanejo, como Henrique e Juliano e João Neto e Frederico.

Em 2016, aos 21 anos, Marília passou a ser também cantora e já estreou como uma das artistas mais ouvidas do país naquele ano. Com hits como “Infiel”, “Meu Cupido é Gari” e “Alô Porteiro”, Marília Mendonça chegou chegando no cenário da música brasileira.

Leia mais:

Em 2017, a escalada de sucesso da cantora continuou com o lançamento do álbum “Realidade – Ao Vivo”, que teve sucessos como “Eu Sei de Cor”, “Amante Não Tem Lar” e “Saudade do Meu Ex”. Entre os dois álbuns, ela esteve envolvida no projeto “Agora é Que São Elas”, ao lado de Maiara e Maraísa.

O álbum “Patroas 35%”, ao lado de Maiara e Maraísa, foi o último álbum de estúdio de Marília Mendonça. Crédito: Divulgação

Em 2019, a artista lançou o projeto “Todos os Cantos”, que contou com uma série de participações especiais, como Henrique e Juliano e Léo Santana. Desde 2020, a cantora tem tocado o projeto “Patroas”, também ao lado da dupla Maiara e Maraísa.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!