A Anatel encerrou no início da tarde desta sexta-feira a análise de todas as propostas das empresas que participaram do leilão do 5G.

De acordo com Fábio Faria, ministro das Comunicações, o leilão rendeu um montante de 46,79 bilhões de reais, valor abaixo da expectativa inicial, que era de ultrapassar a casa dos 50 bilhões de reais.

publicidade

Durante o evento foram oferecidos lotes em quatro faixas de frequência: 700 megahertz, e 2,3, 3,5, e 26 Gigahertz. Cada uma dessas faixas foi dividida em blocos nacionais e regionais.

Na quinta, foram abertas as propostas das três primeiras faixas e, nesta sexta-feira, o leilão começou com lotes da frequência de 26 GHz.

Entre os nomes que conquistaram os principais lotes do leilão estão: Winity II Telecom, Claro, Vivo, TIM e Sercomtel. Como previsto pelo edital, a nova versão da tecnologia de internet móvel vai começar a ser ofertada por aqui a partir de julho de 2022.

Além do aumento de velocidade de conexão, o 5G promete potencializar a Internet das Coisas em soluções para Cidades Inteligentes, Smart Grid e Indústria 4.0.

Confira mais detalhes sobre o leilão do 5G em olhardigital.com.br.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!