Domingo não é tradicionalmente um dia para acordar cedo, mas muita gente coloca o despertador para aproveitar mais o dia. Só que neste domingo (07), muitos brasileiros acordaram sem desconfiar que foram “enganados”, e acabaram saindo da cama uma hora antes. E provávelmente demorou para descobrir que o celular estava adiantado por causa da opção de automatizar a entrada do horário de verão. Isso ocorreu também no ano passado, mesmo que o país já não adotasse mais este sistema por decisão do presidente Jair Bolsonaro.

Ainda não há nenhuma manifestação das fabricantes de smartphones, mas o Twitter está repleto de mensagens sobre a mudança inesperada de horário.

publicidade

O problema parece estar concentrado em telefones com Android, principalmente nos fabricados pela Samsung.

Muitos smartphones saem de fábrica com um calendário que ativa automaticamente horários especiais em determinadas datas. Sistemas operacionais com todas as atualizações não costumam apresentar falhas nesses casos, mas é o tipo de coisa que pode afetar aparelhos que não receberam as correções e otimizações de software.

Os telefones que hoje entraram em horário de verão devem ter na memória uma programação baseada em uma regra adotada durante o governo do presidente Michel Temer em 2017, quando foi assinado um decreto determinando que a hora especial entraria em vigor sempre nos primeiros domingos de novembro.

Esta regra durou pouco. No ano seguinte, o início do horário de verão foi mudado para 18 de novembro por causa das provas do Enem. E em 2018, Bolsonaro enterrou de vez o horário diferenciado.

O governo alega que a decisão foi tomada mediante os estudos feitos quanto à economia de energia, que aponta para uma neutralidade econômica da medida no setor elétrico. Ou seja, adotar o horário de verão não estava trazendo resultados significativos para redução do consumo de eletricidade visto as mudanças no hábito de consumo da população.

O Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, explicou na época que o perfil de consumo da população foi alterado nos últimos anos devido à evolução tecnológica que produz aparelhos cada vez mais econômicos, maior eficiência na iluminação e a adoção de outras formas de aquecimento.

O Google explicou que as diversas modificações nas regras do horário de verão impactaram diretamente no Banco de Dados Global da IANA, (sigla em inglês para Autoridade para Atribuição de Números de Internet) que é utilizado por smartphones e dispositivos eletrônicos para garantir que o consumidor esteja sempre na hora certa, em qualquer lugar do mundo.

A empresa ressaltou ainda que a pane pode voltar a ocorrer na data em que estaria previsto o fim do horário de verão, o terceiro domingo do mês de fevereiro de 2022, que vai cair no dia 20.

Saiba como desativar a mudança para horário de verão no Android

1. Acesse as configurações do Android e toque em “Sistema”.

2. Toque em “Data e hora” e desative as opções “Data e hora automáticas” e “Fuso horário automático”.

Após a ativação manual de data e hora, o relógio do smartphone não vai receber mais atualizações automáticas que ativariam o horário de verão.

Confira o caminho no Android para corrigir o erro — Foto: Reprodução/TechTudo

Leia mais!

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!