O Magalu anunciou um programa de capacitação em programação voltado para pessoas com 40 anos ou mais. Os cursos do “Desenvolve 40+” têm o objetivo de ajudar a inserir ou recolocar o público nessa faixa etária no mercado de trabalho, principalmente na área de tecnologia.

Ao todo, serão oferecidas 100 bolsas de formação tecnológica para o ensino de programação em Python, dessas, 50% serão destinadas a pessoas autodeclaradas pretas ou pardas. O Desenvolve 40+ terá uma carga horária de 200 horas e, ao todo, três meses de duração.

publicidade

O curso será dividido em 108 horas de aulas remotas transmitidas ao vivo e outras 92 horas de conteúdo que poderá ser acessado a qualquer momento pelos alunos. A formação deve abranger desde conceitos básicos de programação, indo até um nível consideravelmente avançado de Python.

Inclusão geracional

Segundo a empresa, o objetivo do Desenvolve 40+ é gerar inclusão geracional na plataforma Luizalabs, que é a área de inovação e tecnologia do Magalu. A empresa ressalta que a formação de programadores é necessária, por ser uma área com escassez de mão de obra.

Além disso, também existe a proposta de inserir ou recolocar profissionais de 40 anos ou mais no mercado de trabalho. Essa faixa etária tende a ser mais afetada pelas dificuldades impostas por um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e um cenário de bastante desemprego.

Déficit de mão de obra

Segundo o Magalu, atualmente, menos de 15% dos profissionais contratados para o Luizalabs têm 40 ou mais. Além disso, estima-se que o déficit de profissionais de tecnologia seja de cerca de 420 mil trabalhadores.

Leia mais:

Para se inscrever no Desenvolve 40+, o candidato precisa obrigatoriamente ter 40 anos ou mais, residir no Brasil e ter disponibilidade para assistir às aulas online ao vivo, que serão ministradas das 19h às 22h. As inscrições devem ser feitas no site Let’s Code e estarão abertas até o dia 22 de novembro.

Via: CNN Brasil

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!