De volta para casa. Após uma longa jornada de 199 dias em órbita, finalmente os astronautas SpaceX Crew-2 pousaram com segurança no Golfo do México, na segunda-feira (8). Eles fizeram um bem-sucedido pouso de paraquedas às 10h33 EST (12h33, pelo horário de Brasília) nas águas da costa de Pensacola, no litoral da Flórida.

Completando a segunda missão comercial de longa duração da Nasa na Estação Espacial Internacional (ISS), eles estabeleceram um recorde de voo espacial mais longo de uma nave tripulada dos EUA, superando os 168 dias da missão SpaceX Crew-1.

publicidade
Os quatro astronautas da missão Crew-2 da Nasa/SpaceX
Tripulação da Crew-2: (da esquerda para a direita) Megam McArthur, Thomas Pesquet, Akihiko Hoshide e Shane Kimbrough. Retorno seguro para a Terra. Imagem: Nasa

A bordo da nave Crew Dragon Endeavour estavam os astronautas da Nasa Shane Kimbrough e Megan McArthur, junto com Akihiko Hoshide, da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão (JAXA) e Thomas Pesquet, da Agência Espacial Europeia (ESA).

“Estamos felizes por ter Shane, Megan, Aki e Thomas de volta à Terra em segurança após outra missão recorde de longa duração para a Estação Espacial Internacional”, disse o administrador da Nasa, Bill Nelson. “Parabéns às equipes da Nasa e da SpaceX, que trabalharam tanto para garantir seu bem-sucedido pouso. O Programa de Tripulação Comercial da Nasa continua a demonstrar transporte seguro e confiável para conduzir ciência e manutenção importantes na ISS”.

Tripulação da SpaceX Crew-2 realizou grandes feitos na ISS

A missão Crew-2 foi lançada em 23 de abril em um foguete Falcon 9 a partir do Kennedy Space Center da Nasa, na Flórida. A tripulação atracou no módulo Harmony da ISS em 24 de abril, quase 24 horas após a decolagem.

Kimbrough, McArthur, Hoshide e Pesquet viajaram mais de 136,2 milhões de km durante sua missão, permaneceram 198 dias a bordo da ISS e completaram 3.194 órbitas ao redor da Terra. Ao longo da missão, os astronautas da Crew-2 contribuíram para uma série de atividades científicas e de manutenção, experimentos e demonstrações de tecnologia. Além disso, eles fizeram quatro caminhadas espaciais e vários eventos de engajamento público a bordo do laboratório orbital. 

Entre os experimentos científicos realizados, eles estudaram como as chamas gasosas se comportam na microgravidade, cultivaram pimentas verdes na estação Plant Habitat Facility, instalaram assistentes robóticos que voam livremente e até colocaram óculos de realidade virtual para testar novos métodos de se exercitar no espaço, entre outras atividades. 

Leia mais:

Eles também fizeram centenas de fotos da Terra, como parte do programa Crew Earth Observation, uma das investigações mais antigas a bordo da estação espacial, que contribui para o rastreamento de desastres naturais e mudanças em nosso planeta.

Nas caminhadas espaciais feitas por Kimbrough, Hoshide e Pesquet, eles instalaram ou se prepararam para a instalação de novos painéis solares da ISS. Isso elevou o número total de caminhadas espaciais realizadas por Kimbrough, Hoshide e Pesquet para nove, quatro e seis, respectivamente. A quarta caminhada no espaço, conduzida por Hoshide e Pesquet em 12 de setembro, foi a primeira na história da estação espacial que não incluiu um norte-americano ou um russo.

Outro marco importante da missão Crew-2 foi em 21 de julho, quando todos os quatro astronautas embarcaram na cápsula Endeavour para um manobra de realocação, movendo suas espaçonaves da porta frontal para a porta voltada para o espaço no módulo Harmony da estação.

Programa de Tripulação Comercial da Nasa visa transportar com segurança e economia 

Crew-2 faz parte do Programa de Tripulação Comercial da Nasa, que trabalhou com a indústria aeroespacial dos EUA para lançar astronautas em foguetes e espaçonaves de solo americano para a estação espacial. O retorno da missão Crew-2 ocorreu pouco antes do lançamento da missão SpaceX Crew-3, atualmente agendada para quarta-feira (10), em outra jornada de longa duração de aproximadamente seis meses.

Agora, a cápsula Dragon Endeavour retornará para inspeção e processamento no Dragon Lair da SpaceX, na Flórida, onde as equipes examinarão os dados e o desempenho da espaçonave durante o voo. Após o lançamento da Crew-3, a próxima missão tripulada da Nasa em parceria com a SpaceX será a Crew-4, atualmente planejada para lançamento em abril de 2022, que é quando a tripulação da Crew-3 retorna para a Terra.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!