Na tarde de segunda-feira (8), nuvens de areia voltaram a atingir algumas cidades do interior de São Paulo. Através das redes sociais, alguns moradores de municípios como Bauru, Paulistânia, Tupã e Garça anunciaram a presença do fenômeno no local, em meio à aproximação de um sistema de baixa pressão atmosférica.

A baixa pressão cria um movimento em que o ar converge para um só centro, deixando mais fácil a formação de muitas nuvens, ainda mais com chuva. De acordo com informações do Climatempo, no interior do estado, a previsão do tempo para o início dessa semana era de pancadas de chuva a partir da tarde, só que com risco de temporais em áreas próximas a Minas Gerais, como Campinas, São Carlos, Ribeirão Preto e Franca, onde eram esperados raios e fortes rajadas de vento.

publicidade

Em Ourinhos, a chuva durou cerca de 15 minutos e foi o suficiente para assustar os moradores, principalmente da região do Recanto dos Pássaros. Já em Santa Cruz do Rio Pardo, a nuvem de poeira atingiu quem passava pela Rodovia João Baptista Cabral Rennó (SP-225) e em Bauru, foi registrada uma nuvem vermelha de poeira que encobriu o horizonte

Os ventos que antecedem as tempestades movimentaram a terra que já tinha se desprendido do solo após um período de seca, portando, criam as nuvens de poeira. Segundo as imagens divulgadas por moradores nas redes sociais, a situação foi menos pior do que a registrada na primeira vez, na metade de outubro, que foi quando as tempestades formadas pela poeira solta e deixaram seis mortos.

Além disso, a previsão de chuva para o interior continua nos próximos dias. Tanto que até o fim da semana, a previsão é de dias com tempo instável e chuva no estado inteiro, com acumulados de chuva que podem chegar a 50 mm em áreas do norte paulista.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!