Uma plataforma de desenvolvimento de jogos 3D comprou a divisão de efeitos visuais da Weta Digital, empresa do cineasta neozelandês Peter Jackson. A Unity Software adquiriu a VFX por US$ 1,625 bilhão, quase R$ 8,9 bilhões) e agora terá as ferramentas usadas para criar, por exemplo, o Gollum de ‘O Senhor dos Anéis‘ e César, de ‘Planeta dos Macacos: A Origem’.

A ideia de Unity é mergulhar no metaverso com a companhia responsável pelo design digital e animação de grandes franquias da indústria do cinema, como ‘Vingadores’ e ‘Game of Thrones’. A Weta foi cofundada por Peter Jackson em 1993, junto a Richard Taylor e Jamie Selkirk.

publicidade

Leia mais:

Além da tecnologia, a Unity também absorve os 275 funcionários da empresa de Jackson, milhares de ativos e plataformas de dados. Prem Akkaraju segue no cargo de CEO da Weta, com Joe Marks, CTO, migra para a nova companhia mãe, no mesmo cargo. A previsão é que a conclusão do negócio acontece neste fim de ano.

“A Unity é a melhor no fornecimento de ferramentas e tecnologia de classe mundial para criadores. Juntos, temos a oportunidade de tornar o canal e as ferramentas de artistas de ponta e premiados da Weta Digital, que são em uma classe por si só, acessíveis a um muito mais amplo público de artistas do que historicamente possível. Vejo um futuro onde mais e mais conteúdo compartilha o mesmo nível de fidelidade visual de ‘Avatar’ e ‘Game of Thrones'”, disse Akkaraju.

Um dos planos da Unity é disponibilizar as ferramentas da Weta Digital a criadores, através de um fluxo de trabalho baseado em nuvem. O preço do software como serviço será anunciado posteriormente. “Estamos entusiasmados em democratizar essas ferramentas líderes da indústria e trazer a genialidade de Sir Peter Jackson e o incrível talento de engenharia da Weta para artistas em todos os lugares”, disse John Riccitiello, presidente e CEO da Unity.

Caesar - Planeta dos Macacos
César, de ‘Planeta dos Macacos’, foi desenvolvido com a tecnologia. Imagem: Reprodução

O pagamento da Unity para a Weta Digital foi de US$ 1 bilhão em dinheiro e outros US$ 625 milhões em ações. As equipes de VFX e animação seguem existindo como entidade autônoma, agora sobe o nome de WetaFX, sendo o maior cliente da nova dona no segmento de mídia e entretenimento. Esta parte, com cerca de 1,7 mil funcionários, segue com participação majoritária de Peter Jackson.

Em comunicado enviado à revista norte-americana Variety, o cineasta neozelandês destacou que as ferramentas de sua companhia criaram possibilidades ilimitadas para dar vida a mundos e criaturas antes só imaginados. “Juntos, Unity e Weta Digital podem criar um caminho para qualquer artista, de qualquer setor, para poder alavancar essas ferramentas incrivelmente criativas e poderosas”, disse.

Os mais recentes trabalhos da empresa de Peter Jackson nos cinemas foram ‘Viúva Negra‘, ‘Shangi-Chi e a Lenda dos Dez Aneís’ e ‘Eternos’, da Marvel, lançados no mês de julho, setembro e novembro deste ano, repectivamente, e ‘O Esquadrão Suicida’, da DC, que estreou em agosto. A companhia também foi responsável pelos efeitos em ‘Mulher Maravilha’ e na série da Netflix ‘Umbrella Academy’.

Para o futuro, a Weta Digital trabalha em mais filmes de ‘Avatar’, ‘The Batman’, ‘Aquaman e o Reino Perdido’, ‘Guardiões da Galáxia Vol. 3’, ‘A Pequena Sereia’ e mais uma sequência de ‘Planeta dos Macacos’. Ela ainda está envolvida nas séries do ‘Gavião Arqueiro’ e ‘Peacemaker.

Via: Variety / Games Industry

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!