O Airbnb, famosa plataforma de hospedagens, anunciou na última terça-feira (9) que usuários mal avaliados do Brasil, Nova Zelândia e Porto Rico estão proibidos de realizarem reservas para as festas de Ano Novo.

O objetivo da empresa é reduzir os riscos de aumento da transmissão da Covid-19, evitando as aglomerações que podem ocorrer pelas festas. A mesma medida já havia sido tomada em 2020, na primeira onda da pandemia, em países como, Estados Unidos, Austrália, Canadá, França Espanha e Reino Unido.

publicidade

Leia também!

O anúncio foi feito em um evento digital do Airbnb, no qual a plataforma anunciou novas ferramentas e um plano de retomada pós-pandemia, com recursos para acomodar hóspedes que buscam destinos profissionais ou turísticos.

Entre as principais mudanças anunciadas, é possível citar a possibilidade de realizar a reserva de uma hospedagem com até um ano de antecedência, anteriormente, a maior antecedência para locação era de seis meses.

Além disso, a plataforma também vai disponibilizar um serviço dentro do próprio aplicativo que realiza testes no Wi-Fi da locação para averiguar a velocidade da internet. Essa medida é voltada para atender o público que busca novos ares no momento em que o home office se estabelece como uma realidade permanente para muitas empresas.

Mulher mexendo no aplicativo do Airbnb
Réveillon: Airbnb proíbe que usuários mal avaliados aluguem casas para festa no Brasil. Imagem: Daniel Krason/Shutterstock

Para facilitar o contato entre os anfitriões e hóspedes, o Airbnb também anunciou uma ferramenta de tradução que possibilita conversas em até 60 idiomas diferentes. A empresa disse que os usuários poderão falar diretamente com os superanfitriões, aqueles que estão na plataforma a mais tempo e são bem avaliados.

O aplicativo também receberá uma série de novos filtros visando a acessibilidade de suas locações. Usuários com deficiência poderão aplicar os filtros para escolher uma casa adequada para sua realidade. As casas que receberam reclamações sobre a acessibilidade serão revisadas pelo Airbnb para garantir que o anúncio não é mentiroso.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!