A tripulação da missão Crew-3 à Estação Espacial Internacional (ISS), quarta missão tripulada da SpaceX a serviço da NASA e quinta missão tripulada da empresa no geral, chegou à ISS cerca de 22 horas após o lançamento, realizado nesta quarta-feira (10) às 23h03. A cápsula Endurance se atracou à estação às 20h33 (horário de Brasília), com a abertura da escotilha e cerimônia de boas-vindas programadas para as 22h20.

O longo intervalo entre a chegada e a abertura da escotilha é consequência das inúmeras checagens de integridade, tanto da Crew Dragon quanto de sua conexão à ISS, bem como da necessidade de igualar a pressão entre a cápsula e a estação, e pressurizar o “túnel” que liga as duas estruturas.

publicidade

Após um lançamento tranquilo, os astronautas aproveitaram o tempo de viagem até a ISS para mostrar um pouco de sua rotina a bordo da Endurance e apresentar a “mascote” de sua missão, uma simpática tartaruga coberta de lantejoulas e com capacete de astronauta, chamada Pfal (Pavão, em alemão).

A Crew-3 é composta basicamente por “novatos”. Os astronautas norte-americanos Raja Chari, e Kayla Barron, ambos da Nasa, e o alemão Matthias Maurer, da ESA, estão realizando sua primeira missão ao espaço. O único membro experiente é o também norte-americano Thomas Marshburn, que já visitou a ISS duas outras vezes: uma a bordo do ônibus espacial Endeavour durante a missão STS-127, em 2009, e outra viajando em uma cápsula russa Soyuz durante a Expedição 34/35, em 2012.

Os astronautas da missão Crew-3 da NASA e SpaceX posam durante um ensaio geral de contagem regressiva no Kennedy Space Center, na Flórida. Crédito da foto: SpaceX
Os astronautas da missão Crew-3 da NASA e SpaceX posam durante um ensaio geral de contagem regressiva no Kennedy Space Center, na Flórida. Crédito da foto: SpaceX

Eles se juntam ao norte-americano Mark Vande Hei e aos russos Anton Shkaplerov e Pyotr Dubrov, que permaneceram a bordo da estação após a partida da Crew-2 na última segunda-feira (8). A duração da missão Crew-3 é de seis meses, com retorno estimado para abril de 2022, quando a tripulação será substituída pelos membros da Crew-4: os norte-americanos Kjell Lindgren e Robert Hines, da Nasa, a italiana Samantha Cristoforetti, da ESA, e um quarto tripulante ainda não anunciado.

Leia mais:

Crew-3 sofreu múltiplos adiamentos

A partida da Crew-3 foi adiada várias vezes. Ela estava originalmente programada para 31 de outubro, mas foi adiada até 3 de novembro numa tentativa de corrigir um defeito no banheiro da Endurance. Infelizmente, a correção proposta pela SpaceX não foi aprovada pela Nasa, o que significa que os astronautas terão que usar fraldas durante a viagem até a ISS.

Depois, o lançamento foi adiado para o dia 6 devido a um “problema médico” de natureza não explicada com um tripulante não identificado. Mau tempo forçou novamente o adiamento para o dia 8, e a decisão de trazer a tripulação da Crew-2 antes levou a um novo adiamento, desta vez para o dia 10.

Com o retorno antecipado da Crew-2, algumas tradições não puderam ser mantidas, como a cerimônia onde as equipes se encontram na ISS e uma “passa o bastão” para a outra. Além disso, durante alguns dias os EUA foram minoria na estação, algo incomum em seus mais de 20 anos de operação.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!