O CEO da Tesla, Elon Musk, vendeu cerca de US$ 1,1 bilhão em papéis da empresa na última segunda-feira (8), enquanto exercia pouco mais de 2 milhões de opções de ações que recebeu como parte de seu pacote de compensação, e isso a um preço de US$ 6,24, segundo um documento apresentado à Securities and Exchange Commission.  

As opções que Musk disse exercer em um documento regulatório divulgado nesta desta quarta-feira (10), foram avaliadas em cerca de US$ 2,5 bilhões.

publicidade

“As ações ordinárias foram vendidas exclusivamente para satisfazer as obrigações fiscais retidas na fonte do declarante relacionadas ao exercício das opções de compra de 2.154.572 ações”, indicou o documento. As vendas de ações variaram de preço, enquanto as ações da Tesla fecharam em US$ 1.067,95 na quarta-feira.

Além disso, Musk disse que honraria os resultados da pesquisa, que surgiu em meio a discussões contínuas sobre um “imposto de bilionário”. “Muito se fala ultimamente de ganhos não realizados serem um meio de evasão fiscal, então eu proponho vender 10% de minhas ações da Tesla”, escreveu no Twitter.

Leia mais:

Elon Musk possui uma razão preocupante para querer vender ações da Tesla

Ele repercutiu no fim de semana quando anunciou que tomaria a possível decisão de vender cerca de US$ 21 bilhões em ações da empresa com base nos resultados de uma pesquisa do Twitter, que inclusive terminou com a maioria das pessoas votando para ele vender. 

Apesar dele sugerir que estava vendendo as ações para “pagar impostos”, a sua mudança deixou muitos com a pulga atrás da orelha. Porém, o bilionário tem algumas motivos, de acordo com o The New York Times, Musk é obrigado a pagar pesados ​​impostos sobre as ações se não as vender. 

Para saber mais, acesse a reportagem completa no Olhar Digital.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!