Nesta sexta-feira (12), as maiores valorizações observadas no mercado cripto foram das criptomoedas ligadas ao metaverso e jogos baseados em blockchain. Em contrapartida, o bitcoin encerra a semana em baixa.

A MANA, a criptomoeda do jogo Decentraland, uma plataforma de RV baseada na blockchain ethereum, foi o criptoativo que registrou a maior alta diária, cerca de 27%. No momento da publicação, o ativo vale US$ 3,22, sua maior cotação das últimas duas semanas, período em que flutuava na casa dos US$ 2,40.

publicidade
Captura de tela do Decentraland, jogo baseado na criptomoeda MANA.
Captura de tela do Decentraland, jogo alimentado pela criptomoeda MANA. Crédito editorial: Ira Lichi/Shutterstock

Apesar dos ganhos de hoje, a moeda digital não conseguiu ultrapassar a sua valorização do fim de outubro, quando o os tokens do metaverso explodiram em virtude da entrada de ninguém menos que o Facebook neste mercado. A MANA foi a mais beneficiada no período, chegando a bater US$ 4,69.

Leia mais:

Já o The Sandbox (SAND), outro ativo utilizado em uma espécie de mundo virtual baseado em blockchain, acumula alta diária de 12,92% e vale US$ 2,26. Os dados foram retirados da CoinMarketCap.

Por fim, o bitcoin encerrará a semana em baixa em virtude de uma nova correção e de fatores como o crescimento da inflação nos EUA. Nas últimas 24 horas, o ativo caiu 2,85% e vale US$ 63.280. Sua pior cotação dos últimos cinco dias. 

Vale lembrar que nesta quarta-feira (10), a criptomoeda mais valiosa do mercado quebrou a sua máxima histórica ao atingir US$ 68.789. No Brasil, segundo o Índice do Portal do Bitcoin, o bitcoin é negociado por cerca de R$ 351 mil, também abaixo do recorde de R$ 380 mil registrado esta semana.

Via: Portal do Bitcoin

Créditos da imagem principal: moxumbic/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!