Novas informações sugerem que o chip Samsung Exynos 2200 pode ser 30% superior ao 2100 – atual topo de linha da fabricante. O SoC que integrará o novo Galaxy S22 é desenvolvido em parceria com a AMD e deve consolidar nos smartphones avanços gráficos como a tecnologia Ray Tracing das placas de vídeo Radeon.

Na última semana, a Samsung fez postagens em seu Instagram que sugeriam que o Exynos 2200 seria apresentado ao público em um evento previsto para o dia 19 de novembro. No entanto, a fabricante desmentiu a hipótese dizendo que nenhum chip será lançado no período.

publicidade

Apesar disso, o leaker @frontTron fez uma postagem em sua conta no Twitter que garante que o desempenho do Exynos 2200 será em torno de 31 a 34% superior a versão 2100 – presente nas linhas Galaxy S21 da Samsung. Já em atividades de alta performance, o processador deve ter desempenho médio de 17 a 20% superior que o seu antecessor.

Mesmo com estas informações, ainda é difícil dizer o quão potente será o processador em relação ao seu principal concorrente o Snapdragon 898 – que é desenvolvido pela Qualcomm e também estará presente em algumas versões do próximo Flagship da linha Galaxy.

Mais informações sobre o Exynos 2200 deve surgir nas próximas semanas. A Samsung planeja lançar o chipset juntamente com o Galaxy S22 no primeiro trimestre de 2022 e provavelmente oficializará os dispositivos durante a CES 2022, em janeiro.

Leia mais:

Exynos 2200 terá gráficos de console

A parceria entre Samsung e AMD visa aprimorar a GPU do Exynos com a tecnologia RDNA2, a mesma presente em GPUs Radeon topo de linha em PCs e consoles como o Playstation 5 e o Xbox Series X.

A tecnologia deve permitir que os jogos mobilem utilizem recursos como o Ray Tracing que aprimora as imagens ao emular a física do mundo real na projeção de raios de luz em objetos do jogo. Na prática, elementos de iluminação tornam-se mais bem definidos com o recurso.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!