Célebre pela quebra de 11 recordes de velocidade no ano passado, a fabricante de motos elétricas Voxan quer dar mais um passo à frente com seu modelo Wattman. Por isso, anunciou nesta segunda-feira (15) uma nova versão da moto elétrica mais rápida do mundo, com atualizações significativas em termos de peso, estabilidade e potência.

A versão reestilizada da Wattman pesa menos de 300 quilos e traz um novo design de bateria, criado pela Voxan em parceria com a empresa francesa Saft. A motocicleta também recebeu ajustes na estabilidade, com um crescimento no entre-eixos de 1,80 m para 1,96 m e na altura do assento de 61 cm para 68,5 cm. A Michelin produziu ainda pneus personalizados para que a motocicleta consiga suportar velocidades acima do normal no próximo teste.

publicidade

Leia mais:

No que tange a desempenho, a nova Wattman traz um trem de força Mercedes com potência de 320 kW (429 cv) — um acréscimo de 50 kW (67 cv) em relação à versão anterior — e torque de 138,7 kgfm. Este motor foi o mesmo utilizado pela montadora alemã na conquista do Mundial de Fórmula E, em agosto passado.

Os primeiros testes da Wattman remodelada começaram já na segunda-feira (15) no aeroporto da Space Florida no Centro Espacial John F. Kennedy, nos Estados Unidos. A pista é ideal para testes de velocidade por ser uma das mais longas do mundo, com uma reta que se estende por 4,5 quilômetros.

Nova tentativa de recorde em 2022

No ano que vem, a Voxan tentará quebrar seu próprio recorde e conquistar novamente a honra de moto elétrica mais rápida do planeta para a Wattman. Como na outra vez, o tetracampeão mundial de 250cc (atual Moto2) Max Biaggi estará no comando da máquina francesa e irá buscar a marca em duas categorias: parcialmente aerodinâmica (motocicleta esportiva) e padrão (sem elementos aerodinâmicos).

Inicialmente, a Wattman buscaria o recorde de velocidade no Salar de Uyuni, a maior planície de sal no mundo, localizada no sudoeste da Bolívia. Devido às restrições da pandemia de Covid-19, no entanto, a Voxan teve que levar a moto elétrica para a pista do campo de aviação de Chateauroux, na França. Por lá, atingiu a incrível velocidade de 408 km/h.

Via AutoEvolution

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!