A Renault está apresentando a nova geração de seu furgão elétrico Kangoo, que iniciou no mercado em 2011 e que já vendeu cerca de 70 mil unidades na Europa desde sua estreia. O novo Kangoo Van E-Tech Electric chega no segundo trimestre do ano que vem, com motor de 90 kW, 245 Nm (traduzidos em 120 cv de potência e 24,5 kgfm de torque) e tração dianteira.

novo furgão da Renault
Imagem: Divulgação/Renault

Com 1.500 kg de capacidade de reboque, o furgão elétrico será lançado em duas versões de comprimento. Uma menor, com volume de armazenamento de até 3,9 m³ e 600 kg de carga útil, e uma maior, com volume de armazenamento de até 4,9 m³ e 800 kg de carga útil. Como a bateria está localizada sob o piso do veículo, não há comprometimento da capacidade da área de carga.

publicidade

O novo Kangoo elétrico traz uma bateria de 45 kWh de capacidade útil, para até 300 km de autonomia WLTP (Worldwide Harmonized Light-Duty Vehicles Test Procedure, procedimento de teste global harmonizado para veículos ligeiros). Aqui, há uma evolução, tendo em vista que o Kangoo ZE desativado está equipado com uma bateria de 33 kWh.

detalhe da parte de carregamento do veículo
Imagem: Divulgação/Renault

Para carregamento das baterias, há três opções, sendo uma delas padrão de 11 kW, carregador trifásico, capaz de alcançar 15-100% em 3h50min (se conectada a uma caixa de parede de igual potência). Como opcional, um trifásico de 22 kW.

Também existe uma opção de carregamento DC (corrente contínua) com entrada padrão CCS2 e uma taxa máxima de 80 kW. A Renault informa que esta última opção de carregamento é capaz de reabastecer 170 km da autonomia em meia hora, ou seja, mais da metade da capacidade da bateria.

Há um total de seis modos de direção no novo Kangoo, incluindo três configurações de frenagem regenerativa. A Vela (luz do visor B1), é limitada e adequada para dirigir em rodovias e vias rápidas. A configuração Drive (B2) é padrão, para uso versátil, e a Freio (B3) é uma configuração de modo regenerativo máximo, para uso em congestionamentos e em estradas de montanha. O veículo conta também com um freio de estacionamento automático.

furgão sendo carregado
Imagem: Divulgação/Renault

Dentro do furgão, para se proteger do frio europeu

Acessando o interior do furgão pela abertura lateral mais larga do mercado (segundo a Renault), com 1,45 metros, o motorista encontra um sistema multimídia “Renault Easy Link” em uma tela de 8 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay. Além disso, os três bancos dianteiros são dotados de encosto dobrável central, que se transforma em um tipo de “escritório móvel”.

O novo sistema de ar condicionado vem equipado com uma bomba de calor, voltada para o frio europeu. Quando combinado com o carregador de 22 kW, o calor é retirado do ar ao redor do veículo para aquecer o compartimento do passageiro sem usar uma resistência elétrica que consome energia.

detalhe do volante do Kangoo
Imagem: Divulgação/Renault

Na parte dos serviços conectados por meio do aplicativo da Renault (ou do sistema multimídia Renault Easy Link), o piloto do furgão consegue, dentre outras coisas, programar o carregamento e monitorar remotamente os níveis da bateria, pré-aquecer ou resfriar o compartimento do passageiro e até mesmo procurar estações de recarga próximas ao itinerário definido.

Com foco na direção autônoma, o Kangoo Van E-Tech Electric conta com um ADAS de última geração, incluindo o controle de cruzeiro adaptativo com Stop & Go e o Motorway and Trafic Companion. Ainda não há muitos detalhes sobre quanto vai custar as versões do novo furgão elétrico da Renault, que será vendido em toda Europa, nem se ele será vendido no Brasil. Por aqui, mostramos em setembro que a marca francesa cancelou a fabricação de novos Sandero, Stepway e Logan.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.