O Auxílio Brasil, novo programa social do governo federal que substitui o Bolsa Família, começa a ser pago nesta quarta-feira (17). O programa deve ser pago para cerca de 14,6 milhões de pessoas que faziam parte do extinto Bolsa Família.

O governo federal ainda espera levar o programa para mais 2,4 milhões até dezembro deste ano, totalizando 17 milhões de famílias assistidas. No entanto, mesmo aumentando o número de famílias atendidas, muitos brasileiros ficarão desamparados.

publicidade

Leia também!

Isso acontece porque o Auxílio Brasil surge como uma maneira de substituir o Bolsa Família, mas muitas pessoas ajudadas com o Auxílio Emergencial (que teve início por conta da pandemia de Covid-19 e se encerrou em outubro) não serão contempladas com o novo benefício.

De acordo com o Ministério da Cidadania, 34,4 milhões de famílias receberam o Auxílio Emergencial em outubro, dessas, 25 milhões não fazem parte dos beneficiários do Bolsa Família e ficarão sem receber ajuda financeira do governo federal em um primeiro momento.

Logo do Auxílio Brasil exibido na tela de um celular
Quem serão os beneficiários do Auxílio Brasil? Imagem: Rapapress/Shutterstock

Após a inclusão dos mais 2,4 milhões de beneficiários até o final de 2021, ficarão sem receber nenhum auxílio financeiro cerca de 22,6 milhões de brasileiros.

Quem receberá o novo Auxílio Brasil?

O novo programa criado pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido), será pago a todos os beneficiários do Bolsa Família automaticamente. Aquelas pessoas que estão cadastradas no CadÚnico e não receberam Bolsa Família devem ser destinadas a lista de espera, para receber o benefício conforme sua expansão.

Cidadãos não inscritos no Cadastro Único devem procurar o Cras da sua cidade para realizar o cadastramento e, em breve, caso se enquadrem nas regras do programa, poderão ser beneficiados com o pagamento do auxílio federal.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!