Neste sábado (20), a China lançou o satélite Gaofen-11 03 a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan, na província de Shanxi, a bordo de um foguete Longa Marcha 4B. Segundo a agência estatal de notícias Xinhua, o equipamento entrou na órbita planejada com sucesso.

Um foguete Longa Marcha-4B transportando o satélite Gaofen-11 03 decola do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan, na China. Imagem: Zheng Bin / Xinhua

Desenvolvido pela Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da China, o satélite será usado principalmente para levantamentos de terras, planejamento de cidades, confirmação de direitos de terras, projeto de redes rodoviárias, estimativa de safras e prevenção e mitigação de desastres.

publicidade

O lançamento aconteceu às 9h51 da manhã, pelo horário local (22h51 do dia anterior, pelo horário de Brasília), marcando a 397ª missão dos foguetes da série Longa Marcha.

Leia mais:

China lança primeiro satélite com tecnologia ‘6G’ no mundo

No início deste mês, o país lançou o primeiro satélite do mundo com tecnologia 6G. Ele também foi lançado em uma missão Longa Marcha, a bordo de um foguete modelo 6 da linha, junto com 10 satélites de monitoramento terrestre NuSat, operados pela empresa argentina Satellogic.

Operado pela Universidade de Ciência Eletrônica e Tecnologia da China (UESTC), em Chengdu, na província de Sichuan, ele tem como principal objetivo sensoreamento remoto do solo, com foco em áreas como construção urbana, agricultura e monitoramento florestal.

Mas também testará comunicação em uma faixa de frequências considerada crucial para a próxima geração da tecnologia móvel, a 6G. Ele é equipado com um transmissor e receptor capaz de comunicação na faixa de frequência dos Terahertz, e servirá como uma plataforma de testes para aplicação da tecnologia no espaço. Esta faixa de frequências é cobiçada para a tecnologia 6G por ter como vantagens uma abundância de espectro e alta taxa de transmissão.

Empresas chinesas como Huawei e MediaTek já trabalham no desenvolvimento da tecnologia necessária para as redes 6G. A Samsung espera que ela começará a ser oferecida comercialmente em 2028 e chegará aos consumidores em larga escala em 2030, com velocidades de download de até 1.000 gigabits por segundo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.