Na manhã deste domingo (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou a chegada de mais de dois milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 que foram doadas ao Brasil pelos EUA.

Segundo a Receita Federal, o avião com as fórmulas pousou por volta das 5h no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

publicidade

Pelo Twitter, Queiroga fez o anúncio e agradeceu ao governo americano. “Bom dia! 

Chegaram agora pela manhã mais de 2 milhões de doses de vacina Covid-19 doadas pelos Estados Unidos. Agradeço pela parceria. Juntos, vamos vencer esta pandemia!”

Embora o ministro não tenha especificado de qual fabricante é o imunizante, a GloboNews apurou que as vacinas são da AstraZeneca.

Esta não é a primeira doação de vacinas da Covid-19 feita pelos EUA ao Brasil. Em junho, três milhões de doses da Janssen foram enviadas para cá, o maior número de imunizantes distribuídos pelos EUA a qualquer país, na época.

Leia mais:

De acordo com o G1, entre os meses de abril e junho, o governo Joe Biden doou 80 milhões de doses para diversos países do mundo, inclusive para o Brasil (60 milhões da AstraZeneca e 20 milhões da Pfizer, da Moderna e da Janssen).

Em uma doação de grande porte, ocorrida em junho, o país destinou 500 milhões de doses da Pfizer para 92 nações pobres, ocasião em que o Brasil ficou de fora.

Marcelo Queiroga toma dose de reforço de vacina contra a Covid-19

No sábado (20), Queiroga informou que tomou uma dose de reforço. “Hoje, no Rio de Janeiro, reforcei minha imunização contra a Covid-19”, twittou o ministro.

Ministro Marcelo Queiroga tomando sua dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Imagem: Ministério da Saúde / Divulgação (via Twitter)

“Ultrapassamos 300 milhões de doses aplicadas! Procure uma das 38 mil salas de vacinação para receber a 1ª, 2ª ou dose de reforço. Proteja-se!”, incentivou Queiroga na publicação.

Na última terça-feira (16), o Ministério da Saúde anunciou a ampliação da dose de reforço para todos os brasileiros com mais de 18 anos e a redução do intervalo de aplicação entre as doses. Além disso, o ministério passou a recomendar também uma segunda dose para quem tomou a vacina da Janssen (que até então era aplicada em dose única).

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!