Apple, Huawei e Xiaomi ganharam uma nova concorrente na categoria de fabricantes de smartphones aspirantes ao mundo automotivo. Agora, a chinesa Oppo, pertencente ao grupo BBK Electronics, trabalha para lançar um carro elétrico até o início de 2024, primeiro na Índia.

De acordo com o site 99Mobiles, a quarta maior fabricante de celulares do mundo tenta acompanhar a recente ascensão de veículos elétricos na Índia. Ainda não há detalhes técnicos sobre o projeto nem de profissionais envolvidos a operação, mas especula-se que, no portfólio, a Oppo inclua, além do carro elétrico, veículos autônomos e scooters movidas a bateria.

publicidade

De abril a setembro de 2021, o segmento de carros elétricos na Índia teve um crescimento de 234%. No período, foram 6.261 unidades vendidas, o que ultrapassa o montante de veículos comercializados no último ano fiscal inteiro (no caso, abril de 2020 a março de 2021). Quando o recorte se restringe ao mesmo período em 2020, isto é, entre abril e setembro, os números são ainda mais estarrecedores, com 1.872 unidades vendidas apenas.

Quando lançar seu carro elétrico, a Oppo deve enfrentar como concorrentes na Índia a Tata Motors, líder de vendas no país com o Nexon e o Tigor, e a Saic Motor, vice-líder com o utilitário crossover MG ZS.

Interesse em scooters elétricas

Há ainda na Índia uma crescente demanda por scooters elétricas após o lançamento da Ola S1 e da Ola S1 Pro no último mês de agosto. De preço acessível (em torno de 100 mil rúpias — o equivalente a cerca de R$ 7 mil), a S1 Pro, por exemplo, entrega não apenas em velocidade de recarga (2,5 horas), mas em performance, com um motor que chega a 8,5 kW de potência (12 cavalos) e torque de 5,4 kgfm no uso urbano.

No que tange a preço, aliás, algumas companhias querem ir até mais longe. A Bounce Electric, por exemplo, planeja lançar uma scooter na Índia, a Infinity, no início de dezembro que custará menos de 50 mil rúpias (cerca de R$ 3,8 mil sem taxas de importação).

Via Gizmochina

Imagem: Testing/Shutterstock

Leia mais:     

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!