A Tesla começou a enviar uma nova atualização do software Full Self-Driving (FSD) em uma versão Beta 10.5 para sua frota de veículos elétricos. Esta é uma versão inicial do sistema de direção autônoma da empresa,que está sendo testada por proprietários de veículos da montadora selecionados (e também conforme sua pontuação de segurança).

Apesar do nome remeter a uma direção inteiramente autônoma, o FSD (assim como esta sua versão Beta 10.5) é um sistema de assistência ao motorista de Nível 2. O software permite que o veículo dirija sozinho até um destino inserido no sistema de navegação do carro, mas o motorista precisa permanecer vigilante e pronto para assumir o controle em todos os momentos.

publicidade

Dentre as novidades que a versão de teste trouxe, há um aprimoramento na detecção de VRUs (usuários vulneráveis ​​da estrada, ou seja, pedestres, ciclistas, motociclistas), cones e na detecção de sinal. Houve melhoria na precisão desses recursos com o uso de um novo auto-etiquetador e a adição de 165 mil vídeos auto-etiquetados.

A Tesla tem contado com uma equipe de milhares de “rotuladores”, que literalmente revisam os vídeos e marcam o que é visível para criar dados limpos para os sistemas de aprendizado de máquina da montadora. É possível assistir à versão FSD Beta 10.5 da Tesla em funcionamento no vídeo abaixo, postado por um funcionário da montadora que já recebeu a atualização.

Foco na prevenção de acidentes

As mudanças de faixa foram aprimoradas, permitindo um limite de desaceleração maior em situações de curto prazo. A versão Beta do FSD também traz uma redução nas chamadas “desacelerações falsas” e um controle lateral aprimorado, para avançar lentamente buscando obter mais visibilidade.

Possivelmente com foco na redução de acidentes, uma “manobra de emergência de prevenção de colisão” foi habilitada em “modo sombra” (o que deve significar que os veículos não vão realmente realizar a manobra, mas vão registrar oportunidades de fazê-las com base em cenários do mundo real e enviar os dados à Tesla). Outra novidade foi o aprimoramento da lógica do FSD para o carro permanecer na rota e evitar desvios ou redirecionamentos desnecessários.

Leia mais:

Assista: beta 10.4 do piloto automático FSD da Tesla testado em Detroit, e comete erros sérios
Tesla retirou motoristas desatentos dos testes de carros autônomos
Startup apresenta sistema de direção autônoma para veículo convencional

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.