A Ford anunciou na última sexta-feira (19) que vai encerrar a parceria com a Rivian para fabricação de carros elétricos. Em entrevista ao site Automotive News, o CEO da montadora americana, Jim Farley, atribuiu a dissolução a uma mudança de rumos na produtividade da companhia, que mira fabricar 600 mil veículos elétricos por ano até 2023.

“No momento, temos uma crescente confiança em nossa capacidade de vencer no setor elétrico”, disse Farley, sobre a decisão. “Quando você compara o momento de hoje com a época em que fizemos aquele investimento [na parceria com a Rivian, em 2019], muita coisa mudou, nossa capacidade, a direção de marca em ambas as empresas, e agora está mais certo para nós o que devemos fazer.”

publicidade

Leia mais:

Mesmo com o fim da parceria, a Ford vai continuar a investir na Rivian. O problema, na visão de Farley, era adaptar a arquitetura dos carros da startup à montadora de Detroit. “Temos modelos de negócio levemente diferentes”, disse o executivo. “Gostamos do que eles estão fazendo, mas seguiremos caminhos distintos.”

Rivian despenca para 6º na lista das montadoras mais valorizadas

Com o anúncio da separação, as ações da Rivian despencaram mais de 8% na Nasdaq — e a startup, que até pouco tempo era a terceira montadora mais valorizada do mundo, caiu para a sexta colocação na lista. Em comunicado à imprensa, a empresa de Delaware agradeceu à Ford pela parceria, avaliando a relação como “uma parte importante da jornada”. “Decidimos nos concentrar nos nossos projetos assim que a Ford escalonou sua produção de veículos elétricos e a demanda pelos veículos da Rivian cresceu”, diz o texto.

A parceria entre Ford e Rivian começou em 2019, quando a montadora de Detroit investiu cerca de US$ 500 milhões (à época em torno de R$ 2 bilhões) na startup de carros elétricos — também apadrinhada da Amazon, diga-se de passagem. A ideia era produzir um carro elétrico com a marca Lincoln no ano seguinte, mas a pandemia de Covid-19 inviabilizou o projeto. Dois meses atrás, a Rivian se tornou a primeira empresa a ter uma picape elétrica, a R1T.

Via Autocar

Imagem: Phillip Lange/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!