O Governo Federal anunciou nesta quarta-feira (24) a liberação de R$ 1,4 bilhão para o combate contra a Covid-19. O valor deve ser usado para a compra de mais de 100 milhões de doses de vacina. 

Segundo o Ministério da Economia, o dinheiro foi liberado por meio de crédito suplementar, o que não fere o teto de gastos públicos. “O crédito publicado não amplia as dotações orçamentárias sujeitas aos limites para as despesas primárias estabelecidos pela Emenda Constitucional nº 95”, disse o órgão.

publicidade

Compra de vacinas contra Covid-19

O valor ainda não “afeta a obtenção da meta de resultado primário fixada para o corrente exercício, considerando que decorre de redução de outras despesas primárias”, acrescentou o ministério”, completou.

Entre os anos de 2020 e 2021 o governo federal já gastou cerca de R$ 31 bilhões na compra de vacinas e com outras despesas ligadas com a pandemia da Covid-19.

Segundo dados do Ministério da Saúde, até o momento mais de 364 milhões de doses foram aplicadas, sendo 158 milhões de primeiras doses e 131 milhões de segundas ou doses únicas. Recentemente, o país chegou à marca de 60% da população imunizada. Além disso, a dose de reforço está liberada para todos que tomaram a segunda dose há pelo menos cinco meses (no caso da Janssen, apenas dois meses), o que mantém a necessidade da compra de vacinas.

O Brasil teve 284 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (22).

Leia também!

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!