O discurso de ódio está presente no Twitter desde sua criação. No entanto, nos últimos anos a violência na rede social cresceu, assim como o extremismo de muitos usuários. Para tentar diminuir isso pesquisadores fizeram testes alertando os usuários “boca sujas” do risco de terem suas contas banidas da plataforma por estarem violando as regras de uso.

Apesar de parecer bastante simples, o “aviso de boca suja” realmente pode ser eficaz, segundo uma pesquisa publicada na última segunda-feira (22) no jornal Perspectives on Politics. Os cientistas analisaram mais de 4.300 usuários do Twitter e 600.000 tweets.

publicidade

Os resultados mostram que os avisos “podem reduzir significativamente sua linguagem odiosa por uma semana”. O desempenho é ainda melhor quando a mensagem que avisa sobre o risco de suspensão é educada. Aliás, esse aviso nem precisa ser do próprio Twitter, a proporção de tweets contendo discurso de ódio por usuário diminuiu entre 10% e 20% mesmo com o aviso vindo de uma conta padrão com apenas 100 seguidores.

“Mesmo que o impacto dos avisos seja temporário, a pesquisa fornece um caminho potencial para as plataformas que buscam reduzir o uso de linguagem odiosa pelos usuários”, explicam os pesquisadores. “Suspeitamos, também, que essas são estimativas conservadoras, no sentido de que aumentar o número de seguidores que nossa conta teve poderia levar a efeitos ainda maiores… para não falar do que um aviso oficial do Twitter faria”, completam ainda.

Twitter
Imagem: Das (Shutterstock)

Discurso de ódio no Twitter

No entanto, esse estudo gera uma dúvida: será que suspender uma conta diretamente não é mais eficaz do que simplesmente avisar sobre o risco de suspensão? Aparentemente a remoção imediata de um usuário pode não ser a maneira mais eficaz de lidar com esse tipo de problema na plataforma.

A pesquisa explica que a suspensão de um usuário pode tornar os outros membros da sua bolha ainda mais radicais. Ou seja, a remoção é eficaz contra aquele usuário, mas não ajuda a diminuir o discurso de ódio em geral no Twitter. “Mesmo quando as proibições reduzem o comportamento desviante indesejado dentro de uma plataforma, eles podem falhar na redução do comportamento desviante geral na esfera online”, completa o estudo.

Leia mais:

Além disso, os pesquisadores acreditam que os avisos podem levar os usuários a mudarem de comportamento com medo de terem suas contas perdidas. O resultado disso a longo prazo pode ser mais eficiente do que o banimento.

Outro ponto positivo é que essas pessoas, se não removidas, tendem a permanecer na plataforma e não migrar para outro espaço com menos regras, como ocorre atualmente com o Telegrama e outras redes do gênero.

Para finalizar, os cientistas alertam que a implementação de um sistema do tipo não é tão simples, já que as regras do Twitter para suspensão de contas nem sempre são claras, o que pode dificultar a funcionalidade das mensagens.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!