O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) informou o cancelamento da greve do setor que estava programada para segunda-feira (29). Segundo comunicado, pilotos e comissários decidiram, em votação online, aceitar a proposta para renovação da Convenção Coletiva de Trabalho elaborada em reunião com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias, que foi mediada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A proposta aceita pela categoria prevê o reajuste imediato de 75% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) dos últimos 12 meses nos salários; além de aumento de 100% do INPC dos últimos 12 meses nas diárias de alimentação nacionais e vale alimentação. Ficou acertada ainda a renovação na íntegra das demais cláusulas sociais.

publicidade

Foram registrados 53,68% de votos favoráveis à proposta e 45,56% de votos contra, além de 0,76% de abstenções. No total, 6.956 trabalhadores participaram.

Avião. Imagem: Shutterstock
Aeronautas aceitaram proposta e cancelaram greve programada para segunda-feira (29). Imagem: iStock

Leia mais:

Ao anunciar greve, sindicato citou “intransigência” de companhias

A paralisação por tempo indeterminado havia sido decidida na quarta-feira (24), em assembleia no Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA).

Segundo nota da entidade, a decisão foi tomada em consequência da “intransigência das companhias aéreas nas negociações da renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT)”.

Na ocasião, o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) afirmou que o SNA estaria, “desde a primeira reunião de negociação para a convenção coletiva”, desconsiderando “contraproposta ou caminho alternativo para as pautas apresentadas pelas empresas”, além de insistir “na reposição integral da inflação dos últimos 24 meses, ignorando a convenção coletiva vigente e a realidade financeira do setor”.

Fonte: Agência Brasil

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!