Nesta terça-feira (30), as autoridades sanitárias da Holanda afirmaram que a variante Ômicron da Covid-19 já estava presente no país desde o dia 19 de novembro, ou seja, uma semana antes do que se acreditava. Eles explicaram que estão realizando exames para ver se ela se espalhou rapidamente.

De acordo com o Instituto Holandês de Saúde e Meio Ambiente (RIVM), foi detectado “a variante Ômicron em dois testes realizados no país em 19 e 23 de novembro”. Em um comunicado, as autoridades disseram que “não está claro ainda se essas pessoas visitaram a África do Sul”.

publicidade

A variante já estava presente no país antes de dois voos chegarem da África do Sul na semana passada transportando o vírus, segundo as autoridades de saúde holandesas. Ao menos 14 pessoas em voos de Joanesburgo e da Cidade do Cabo chegaram ao aeroporto de Schiphol em Amsterdã no dia 26 de novembro carregando a nova variante, explicou o Instituto Nacional de Saúde Pública (RIVM).

Para saber tudo sobre a nova variante do coronavírus, acesse a reportagem especial do Olhar Digital.

Imagem: Kavic.C – Shutterstock

Cerca de 61 dos mais de 600 passageiros nos voos da África do Sul acabaram testando positivo para a Covid-19 e entraram em quarentena depois de chegar na sexta-feira passada. Além disso, as autoridades holandesas estão tentando entrar em contato e testar cerca de 5 mil outros passageiros que viajaram da África do Sul, Botswana, Eswatini, Lesoto, Moçambique, Namíbia ou Zimbábue.

Leia mais:

Vale lembrar que na última sexta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou a Ômicron como variante de preocupação (VOC), com o o nível mais alto de atenção sobre novas variantes. Ademais, a entidade afirmou o primeiro caso confirmado da B.1.1.529 em um paciente testado no dia 9 de novembro.

Fonte: O Globo