Já é conhecido que a cafeína pode deixar o usuário mais alerta e acordado, não à toa que o produto também é utilizado como estimulante. No entanto, uma nova pesquisa mostrou que o café pode ter influência na visão, mais especificamente na hora de enxergar objetos em movimento.

“Muito do que acontece em nosso ambiente está se movendo – como tentar cruzar um cruzamento movimentado como um pedestre ou encontrar algo em uma prateleira enquanto caminha pelos corredores de um supermercado”, explicou a Dra. Kristine Dalton, da Waterloo’s School of Optometry & Vision Science, que liderou o estudo.

publicidade

“Testar a acuidade visual em condições dinâmicas pode fornecer mais informações sobre nosso desempenho funcional nesses cenários do que apenas as medições de acuidade visual estática tradicionais”, completou.

Cafeína e acuidade visual 

A acuidade visual é a nitidez com que a pessoa enxerga. Quando vamos ao oculista, por exemplo, normalmente o exame realizado para ver se existe alguma deficiência na visão, como miopia, é um teste de acuidade visual. No caso, a acuidade visual dinâmica serve para identificar objetos em movimento e foi o foco do teste.

“Embora já saibamos que a cafeína aumenta a velocidade dos movimentos rápidos dos olhos, queríamos investigar mais como exatamente a cafeína melhora o processamento visual e facilita a detecção de estímulos visuais em movimento testando a acuidade visual dinâmica”, disse a co-autora Beatríz Redondo, do Departamento de Óptica da Universidade de Granada.

Leia mais:

Usando um teste baseado em computador projetado e validado na Universidade de Waterloo, a pesquisa testou habilidades de acuidade visual dinâmica de cada participante foram medidas antes e 60 minutos após a ingestão de cafeína. Metade dos participantes do estudo ingeriu uma cápsula de cafeína (4mg), enquanto a outra metade ingeriu uma cápsula de placebo.

“Nossas descobertas mostram que o consumo de cafeína pode realmente ser útil para a função visual de uma pessoa, aumentando o estado de alerta e a sensação de vigília”, disse Dalton. “Isso é especialmente verdadeiro para as tarefas diárias críticas, como dirigir, andar de bicicleta ou praticar esportes, que exigem que prestemos atenção a informações detalhadas sobre objetos em movimento ao tomar decisões”, finalizou.

 Via University of Waterloo

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!