Com a pré-venda dos ingressos para ‘Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa’ aberta desde segunda-feira (29) – marcada por quedas de sites, brigas em filas e (claro) muitos memes – os cinemas têm experimentado uma demanda que não era vista há um bom tempo. 

Homem-Aranha: Sem Volta pra Casa
“Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa” bate recordes de vendas antecipadas. Imagem: Spider-Man from Columbia Pictures’ SPIDER-MAN: NO WAY HOME. Divulgação/Sony Pictures

Depois de uma longa crise no setor em razão da pandemia de Covid-19, que obrigou salas do mundo todo a fecharem as portas por mais de um ano e meio, a indústria parecia estar se recuperando – e isso se deve muito às expectativas em torno do terceiro filme do “Miranha” com Tom Holland na pele do protagonista.

publicidade

Agora, a duas semanas da estreia, anunciada para o próximo dia 16, o filme enfrenta um adversário ainda mais ameaçador do que o Doutor Octopus ou Mysterio: Ômicron, a mais recente variante do novo coronavírus que está se espalhando pelo mundo.

Embora haja pouco conhecimento sobre a cepa, ela pode fazer com que atividades internas voltem a ser proibidas, o que impediria as pessoas de ir ao cinema.

Pré-vendas explosivas não garantem liderança de “Homem-Aranha 3” nas bilheterias

No momento, o público não parece estar preocupado com isso. Em apenas duas horas, a produção superou as pré-vendas de “Viúva Negra” (2021), que detinha o recorde de melhor bilheteria da Marvel na pandemia. 

Segundo o portal de vendas Ingresso.com, o filme também ultrapassou “Vingadores: Ultimato” (2019) em 5% e se tornou a maior pré-venda da história do site no Brasil nas primeiras 24 horas.

Leia mais:

De acordo com a Variety, no entanto, isso não significa, necessariamente, que “Homem-Aranha 3” vá se manter no topo das bilheterias. Pré-vendas ‘bombadas’, segundo a revista especializada, indicam que há uma expectativa sólida entre a base de fãs principal da produção, mas nem sempre se traduz em recordes de bilheteria inaugural.

Reflexo da variante Ômicron nos cinemas ainda é um mistério

Outra razão para a grande procura por ingressos antecipados está na própria Covid-19: o público em geral adquiriu o hábito de comprar ingressos mais cedo para conseguir assentos que não estejam muito próximos de outros clientes. 

Além disso, várias grandes redes eliminaram a opção de comprar os ingressos pessoalmente, de modo que os clientes tiveram que reservar as cadeiras digitalmente. Isso sem falar do percentual limitado de ingressos que muitos cinemas são obrigados a obedecer por conta das medidas de prevenção à doença.

Covid-19 pode ter influência sobre alto volume das vendas de ingressos antecipadas. No entanto, variante Ômicron pode causar efeito contrário nas salas de cinema. Imagem: Kavic.C – Shutterstock

“Para muitos frequentadores, a colocação dos assentos é muito mais importante agora do que em tempos pré-pandêmicos, visto que o distanciamento social é um componente importante para se sentir seguro hoje em dia”, diz Jeff Bock, analista sênior de mídia da Exhibitor Relations Co. “Antes, era uma questão de conseguir o melhor assento para uma experiência de visualização. Agora, trata-se mais de fugir das multidões”.

Bock se revela otimista em relação a “Homem Aranha: Sem Volta Para Casa”, mas deixa bem claro sua ressalva quanto à variante da Covid-19 recém-descoberta: “’Homem-Aranha’ está destinado a ser a maior estreia de 2021, desde que a Ômicron não feche os cinemas e/ou assuste o público”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!