Depois da confirmação de três casos da variante Ômicron em São Paulo, o estado pode rever a flexibilização do uso de mascaras em ambientes abertos. A medida iria começar a valer no próximo dia 1, porém, o governador João Doria (PSDB) solicitou uma nova avaliação sobre a necessidade da medida em ambientes abertos ao Comitê Científico do estado, que é o grupo formado por infectologistas e outros especialistas.

O parecer deve ter uma resposta na próxima semana e assim, com o documento em mãos, o governo paulista deve divulgar se mantém a flexibilização para dia 11 ou se deve adiá-la.

publicidade

“O nosso parâmetro sempre foi o cenário epidemiológico em São Paulo. E, por isso, precisamos saber o impacto da nova variante com a flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos. É necessário ter cautela e avaliar esse novo elemento. O nosso compromisso é com a saúde da população”, pontuou Doria.

Ômicron Japão
Japão confirma primeiro caso da Ômicron. Imagem: Shutterstock

Através de uma nota, o governo estadual informou que a flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos foi anunciada depois da orientação do Comitê Científico e também baseado em dados positivos de avanço da vacinação e do cenário epidemiológico.

Vale lembrar que o uso das máscaras continuará obrigatório em ambientes fechados e no transporte público. Neste momento, o pedido do governador paulista para avaliar a flexibilização foi encaminhado para o comitê quando o estado tinha dois casos confirmados de Ômicron.

Leia também!

Fonte: O Globo

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!