A Microsoft incluiu uma atualização no navegador Edge para o Windows 10 e 11 que tenta impedir a instalação do Google Chrome. Ao acessar a página de download do navegador do Google, avisos começam a ser exibidos tentando desencorajar a decisão dos usuários.

Os alertas foram inclusos por meio de prompts de comando identificados pelo portal Neowin e incluem mensagens como:

publicidade

“O Microsoft Edge funciona com a mesma tecnologia do Chrome, com a confiança adicional da Microsoft.”

“Esse navegador é tão 2008! Você sabe o que há de novo? Microsoft Edge.”

Ninguém nunca disse que “‘Odeia economizar dinheiro’. O Microsoft Edge é o melhor navegador para compras online.”

De acordo com os usuários que fizeram a descoberta, os avisos não são uma espécie de pop-up, mas tratam de comandos nativos, renderizados nativamente pelo navegador apenas para a instalação do Chrome.

Leia também

Google possui medidas semelhantes

Embora não se trate de um recurso nativo do Chrome, o Google também possui mecanismos para a criação de alertas de usuários que tentam acessar a serviços como o Gmail e Google Drive de um navegador Edge, incentivando o download do seu próprio navegador.

Microsoft testava recurso há anos

Apesar de vir ao grande público somente agora, a Microsoft testa alertas contar o Google Chrome e o Firefox desde o lançamento do Edge, em 2015. O recurso, até então, foi mantido restrito a versões de testes e desenvolvimento do navegador. A estratégia foi encarada negativamente por parte dos usuários que teme que a Microsoft esteja planejando dificultar o seu direito de escolha a outros navegadores.

As atualizações mais recentes do Windows 10 e 11 também incluem recursos que tornam a definição de navegador padrão um pouco mais difícil que nas versões anteriores. A Microsoft, por sua vez, não se manifestou sobre o caso.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!