O BBB 22 (Big Brother Brasil) nem começou e já pode bater novas marcas: o recorde de patrocinadores e também de faturamento. A próxima edição do reality show, que costuma movimentar o mercado e as redes sociais nos primeiros meses do ano, vai captar em faturamento pelo menos R$ 600 milhões em intervalos e ações de marketing.

Considerado o plano comercial mais robusto do grupo Globo ao longo da trajetória do programa, serão 12 espaços de patrocínio divididos em diferentes categorias, sendo que 11 já foram vendidos ainda nos primeiros dias de dezembro, mais de um mês antes da estreia do programa (marcada para o dia 17 de janeiro).

publicidade
BBB 22: com recorde de patrocinadores, reality vai faturar R$ 600 mi
Big Brother Brasil 22 bate recorde de patrocinadores. Imagem: Gshow/Divulgação

Dentre as marcas, estão nomes que já participaram de outras edições do reality, como Americanas, Avon e PicPay. Todas optaram por apostar nas cotas mais caras (cotas “Big”) do BBB, investindo R$ 91,9 milhões cada pelo espaço publicitário — ainda resta apenas um espaço nessa cota. 

Logo em seguida, C&A, Heineken, P&G e Seara, vão integrar uma categoria intermediária de patrocínio (cotas “Anjo”), que prevê um investimento na casa de R$ 69,4 milhões por parte das empresas interessadas.

Por fim, com um cheque de R$ 11,8 milhões, a marca de desodorantes Above segue no programa junto com Engov, McDonald’s e a startup QuintoAndar. Todas compraram as cotas “Brother”.

Além das empresas citadas até aqui, outras também serão foco em ações e provas com os integrantes da casa, caso da Coca-Cola, Downy, Doriana, Fiat e 99, por exemplo, que já participaram dessa modalidade de patrocínio antes.

Veja também

Vale ressaltar que a Globo não divulga os valores dessas negociações, portanto, segundo o Uol, foram utilizadas estimativas dos preços praticados por outros veículos de imprensa.

Imagem principal: Globo/Divulgação

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!