A Apple planeja renovar o visual do iPad Pro em 2022. A empresa estaria desenvolvendo um novo design para a traseira do tablet, incluindo um vidro acoplado ao sistema MagSafe de carregamento magnético reverso, permitindo que o dispositivo também possa energizar outros aparelhos da empresa como o iPhone 13 e os AirPods 3.

De acordo com Mark Gurman, da Bloomberg, o iPad Pro de 2022 também deve utilizar um chipset superior ao M1 – o suposto M2. A informação, no entanto, contradiz as afirmações feitas pela DigiTimes, na última semana, que a Apple não deve lançar um M2. De acordo com o portal, os únicos sucessores do M1 previstos para 2022 são aparelhos com o M1 Pro e M1 Max.

publicidade

Os processadores devem permanecer no mercado por pelo menos mais 12 meses, até o lançamento do M3 – chip de 3 nm feito pela Apple em parceria com a TSMC. O novo processador, por sua vez, chegará ao mercado junto com o MacBook Pro de 2023.

Ainda de acordo com Gurman, a Apple também deve lançar uma iPad de 10ª geração que provavelmente terá um chip A14 Bionic – o mesmo processador do iPhone 12 – e um design mais fino.

Leia mais:

iPad Air 2022

Já o iPad Air deve adotar recursos introduzidos pelo iPad mini 6, incluindo processamento do A15 Bionic, conexão 5G e a tecnologia de reconhecimento facial para conferências Center Stage. Se estas configurações estiverem corretas, o iPad Air de 2022 será um sério candidato a melhor tablet custo-benefício do ano.

Nenhuma destas informações foi confirmada pela Apple. Vale lembrar que a empresa tradicionalmente lança os seus tablets no segundo semestre do ano, o que sugere que teremos muito tempo até vazamentos de alguns destes produtos. De acordo com rumores recentes, o próximo grande lançamento da Apple deve ser o iPhone SE 3 – modelo que deve trazer a tecnologia de 5G aos dispositivos de entrada da linha iPhone.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!