Uma pesquisa encomendada pela Natixis Investment Managers apontou que as criptomoedas podem sofrer grandes impactos em 2022 e acabar perdendo valor, mesmo tendo sido aceitas em algumas instituições financeiras em 2021.  

Cerca de três quartos dos 500 investidores institucionais ouvidos pela pesquisa acreditam que as criptomoedas não sejam um investimento adequado para o próximo ano. Os ativos digitais provavelmente sofrerão grandes correções em 2022, de acordo com os especialistas.

publicidade

Leia também!

Atualmente, 28% das instituições voluntárias da pesquisa investem em criptomoedas e aproximadamente um terço delas pretendem aumentar estes investimentos.  

O ano de 2021 foi marcado por grandes investidores e gestoras de recursos e fundos de pensão terem entrado no mercado de criptoativos por moedas, como bitcoin, serem uma boa proteção contra a inflação.  

Porém, quase 40% dos participantes da pesquisa acreditam que as criptomoedas precisam de uma maior regulamentação dos bancos centrais, mesmo sendo reconhecidas como um investimento legítimo.  

Diversas criptomoedas em cima de uma mesa
eamesBot/Shutterstock

Desde sua estreia como primeira e maior criptmoeda do mundo, o bitcoin se valorizou mais de 5.000%. No entanto, é impossível descartar a volatilidade do ativo e suas consecutivas baixas durante todo 2021.  

Também é possível ressaltar a luta travada por governos mundiais contra a maior bolsa de cripomoedas, Binance. O Reino Unido, por exemplo, chegou a proibir a ação da empresa nas terras da rainha.  

O CEO da companhia, Changpeng Zhao, chegou a afirmar que deixaria o cargo para que a empresa se readequasse as agências reguladoras e admitiu que “nem sempre fez tudo certo” no comando da Binance. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!