A controversa adaptação live-action do anime ‘Cowboy Bebop’, produzida pela Netflix, vai ficar mesmo só nos seus dez episódios iniciais. De acordo com o The Hollywood Reporter, a plataforma de streaming decidiu cancelar a produção que apesar de ter acumulado mais de 74 milhões de horas de exibição, recebeu críticas medianas e viu sua audiência despencar uma semana após sua estreia, no último dia 19 de novembro.

‘Cowboy Bebop’ é uma das apostas da Netflix para converter animes populares em séries com atores de carne e osso – fazem parte dessa empreitada ainda ‘One Piece‘ e ‘Cavaleiros do Zodíaco‘, além do filme ‘Death Note’, de 2017, que também falhou em agradar público e crítica. A série é estrelada por John Cho, Mustafa Shakir e Daniella Pineda como Spike Spiegel, Jet Black, Faye Valentine, três caçadores de recompensa que tentam esquecer o passado, enquanto vasculham o espaço sideral à procura dos criminosos mais perigosos do universo. 

publicidade
Mustafa Shakir (Jet Black), John Cho (Spike Spiegel) e Daniella Pineda (Faye Valentine) em 'Cowboy Bebop'. Imagem: Geoffrey Short/Netflix
Mustafa Shakir (Jet Black), John Cho (Spike Spiegel) e Daniella Pineda (Faye Valentine) em ‘Cowboy Bebop’. Imagem: Geoffrey Short/Netflix

A produção é baseada no anime de 1998 e contou com o diretor original, Shinichirō Watanabe, como consultor, e a compositora da trilha que é a marca registrada da série, Yoko Kanno. Antes do cancelamento, Cho chegou a declarar que esperava por uma segunda temporada com mais liberdades criativas.

“Tomara que [a série] fique mais esquisita e mais obscura”, disse o ator de 49 anos em entrevista ao Screen Rant. “Eu sempre torço para isso. Eu também quero que Spike seja feliz. Essa temporada foi dura com ele. Eu senti bastante pena dele. Então torço para que ele tenha um momento de alegria”.

Leia também:

Apesar do cancelamento da série, a Netflix já havia anunciado a expansão da franquia em livro, HQs e art book, através de uma parceria com a editora Titan Comics. A primeira publicação derivada será o livro ‘A Syndicate Story: Red Planet Requiem‘ (‘Uma História do Sindicato: Réquiem para o Planeta Vermelho’, em tradução livre). Escrito por Sean Cummings, roteirista da produção, a história vai mostrar um jovem Spike Spiegel e Vicious, seu então amigo, se envolvendo com grupos criminosos.

COWBOY BEBOP: SÉRIE LIVE-ACTION DA NETFLIX TERÁ TRILHA SONORA DE YOKO KANNO. Imagem: Sunrise Studios/Divulgação
Animação original de ‘Cowboy Bebop’ fez muito sucesso no fim dos anos 1990. Imagem: Sunrise Studios/Divulgação

O lançamento seguinte será a HQ ‘Cowboy Bebop: The Comic Series‘, que vai mostrar Spike, Faye e Jet caçando um criminoso que utiliza um amuleto da sorte. O quadrinho terá roteiro de Dan Watters (‘Lúcifer’) e arte de Lamar Mathurin (‘Gumbo’). Fechando o anúncio de publicações, a Titan vai lançar em 2022 o art book ‘Cowboy Bebop: Making the Netflix Series’ (‘Fazendo a Série da Netflix’, em tradução livre). O livro especial vai compilar os bastidores dos quatro anos da produção com fotos e diversas artes conceituais.

Via: THR

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!