Coronavírus

Prefeitura do RJ volta atrás e confirma queima de fogos no Réveillon de Copacabana

Por Matheus Barros, editado por André Lucena
10/12/21 18h00
Réveillon na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro

Stefano Aguiar/Shutterstock

O Réveillon na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, é uma tradição que já dura muitos anos. No entanto, a pandemia de Covid-19 fez a festa ser cancelada na virada de ano de 2020 para 2021 e quase fez isso acontecer novamente na mudança deste ano para 2022.  

Neste ano existia uma grande expectativa para a festa acontecer em Copacabana, porém, a variante Ômicron e o surto de influenza fizeram o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciar o cancelamento do evento. 

Leia também!

Mas após uma nova análise de especialistas, foi constatado que a festa poderia acontecer sem oferecer riscos a sociedade, desde que em tamanho reduzido e seguindo normas de proteção.  

Apesar de não ter a festa com os shows de diversos artistas, o Rio de Janeiro confirmou na última quinta-feira (9) que Copacabana terá uma queima de fogos que deverá durar cerca de 16 minutos. Além do espetáculo pirotécnico, também serão espalhadas 25 torres de som pela orla para oferecer uma trilha sonora ao momento.  

A Prefeitura do RJ apontou que para evitar aglomerações em Copacabana, também promoverá queima de fogos em diversos outros pontos da cidade.  

Prefeitura do Rio de Janeiro volta atrás e confirma queima de fogos no Réveillon de Copacabana. Imagem: T photography/Shutterstock

“Entendemos que aglomeração em espaço aberto não é risco“, disse Eduardo Paes. “Ouvimos um grupo de especialistas que disse que pode fazer a festa sem risco… podem desfrutar o Réveillon com segurança… e a gente espera muita gente“, acrescentou.  

O estacionamento na Orla de Copacabana será proibido e os ônibus que passam pela região terão seus trajetos desviados. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags