Um possível novo surto de Covid-19 em Taiwan pode ter sido causado após um vazamento de laboratório. Após mais de um mês sem casos positivos da doença, a ilha voltou a ter um registro de infecção local.

O caso teria sido registrado em uma mulher com cerca de 20 anos, trabalhadora da Academia Sinica, principal instituto de pesquisa do país. A suspeita é que a mulher tenha sido mordida por um rato contaminado. Ela havia sido vacinada com as duas doses do imunizante da Moderna e não fez viagens para o exterior.

publicidade

Nesta sexta-feira (10), o ministro da saúde,  Chen Shih-chung, confirmou que a funcionária foi mordida duas vezes por um camundongo, mas que ainda não está comprovado que isso causou a contaminação da mulher. Mais exames estão sendo feitos. 94 pessoas que tiveram contato com ela estão sendo monitoradas. 

Taiwan e a crise da Covid-19

O caso pode colocar em xeque o sucesso que Taiwan teve no controle da pandemia. Antes do novo caso, registrado ontem (9), a ilha estava desde o dia 5 de novembro sem novos casos, adotando um rígido controle da entrada de estrangeiros e viajantes.

Leia mais:

Internamente, as atividades estavam normalizadas, com o controle focado apenas na fronteira. Taiwan relatou pouco mais de 14.500 casos domésticos de Covid-19 e 848 mortes desde o início da pandemia.

De acordo com informações do Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) são baixas as chances de animais transmitirem Covid-19 diretamente para os humanos. Desde o início da pandemia, não há evidências de que os animais tenham desempenhado um papel significativo na disseminação da doença, disse o CDC.

Via Fortune

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!