A fase 4 da implementação do Open Banking, sistema financeiro aberto que permite o compartilhamento de dados entre instituições financeiras, deverá atrasar devido à falta de definições técnicas mais complexas, conforme afirmou a gerente de open banking do Banco do Brasil, Karen Machado, durante o painel do 5×5 Tec Summit Financeiro, que ocorreu na quinta-feira (9).

“A fase 4 não tem todas as definições prontas, em especial o detalhamento da construção das APIs para transmissão das informações”, explicou a executiva.

publicidade

“Não sei se vai adiar [é semana que vem]. Todo mundo está descobrindo que é muito mais complicado colocar de pé do que o esperado”, completou.

Ilustração do sistema Open Banking
Open Banking: fase 4 da implantação deverá atrasar devido complexidade técnica. Profit_Image/Shutterstock

A fase 4 do Open Banking estava agendada para ter início no dia 15 de dezembro, contudo, conforme informações do Convergência Digital, a implementação também envolve outras reguladoras, como a Susep (Superintendência de Seguros Privados) e Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro), que torna o processo mais complexo e cheio de detalhes.

Segundo o head de financial services da Elastic, Paulo Farias, a área de seguros possui entraves que envolvem o medo de perder sua carteira de clientes devido o repasse de informações, algo que ainda precisa de documentos regulatórios mais claros.

A fase 4 amplia o escopo do open banking para além do setor financeiro, permitindo a integração e troca de dados entre bancos, seguradoras e operações de câmbio e investimento – os chamados Open Insurance e Open Investiments.

Leia mais!

Outros atrasos no Open Banking

Caso ocorra o atraso, não será a primeira vez. Em junho deste ano, o cronograma foi alterado a partir da fase 3 do projeto pelo Conselho Monetário (CMN) e Banco Central (BC).

De acordo com Diogo Silva, chefe de Subunidade do Departamento de Regulação do BC, o principal fator que justificou o adiamento foi a necessidade de testagem do sistema de compartilhamento de dados.

A 1° fase do Open Banking entrou em vigor em fevereiro. A segunda em agosto e a terceira em outubro (tendo sofrido um atraso e dois meses). A quarta aguarda novos direcionamentos, não tendo sido alterada ainda. Após a implementação completa, o Open Banking será ampliado e passará a ser chamado de Open Finance – a forma mais ampla de toda as divisões Open.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!