A Itaúsa, controladora do banco Itaú — que perdeu recentemente o posto de banco mais valioso da América Latina para o Nubank — divulgou nesta terça-feira (14) que decidiu vender uma fatia de 1,4% de sua participação na XP Investimentos.

Com a venda dos papéis da corretora, a holding captou R$ 1,2 bilhão (o que equivale a cerca de US$ 210 milhões na cotação atual) e também anunciou o pagamento de juros sobre capital próprio (uma das formas da empresa distribuir o lucro da negociação) além de bonificação para os acionistas.

publicidade
logo banco Itaú
Itaúsa, dona do banco Itaú, captou R$ 1,2 bilhão com vendas de ações da XP. Imagem: Casa da Photo/ iStock

Segundo a Reuters, ao todo foram 7,8 milhões de ações vendidas, o que vai gerar um adicional de R$ 900 milhões no caixa da empresa para o quarto trimestre fiscal.

Vale ressaltar mesmo com as vendas, a Itaúsa ainda detém 76,5 milhões de ações da XP, o que responde por uma fatia de 13,67% da corretora.

Veja também

Sobre a decisão, a Itaúsa indica que se trata de uma nova estratégia de mercado da companhia: diversificar os investimentos, buscando apostar em empresas que também não atuam diretamente no setor financeiro.

Por fim, como mencionado pela holding, também serão pagos até o dia 29 de abril de 2022 os juros sobre capital próprio, que será de R$ 0,11 por ação. Já as bonificações serão distribuídas na próxima segunda-feira (20) na forma de 5 novos papéis a R$ 18,89 para cada 100 ações detidas pelos acionistas.

Créditos da imagem principal: Brenda Rocha – Blossom/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!