A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou nesta quinta-feira (16) a liberação da vacina da Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos no Brasil.

“O número de casos de Covid-19 tem sido representativo na população pediátrica. Nós temos um perfil de segurança e reatogenicidade positivo com a vacinação e nós temos resultados importantes de geração de anticorpos nessa população”, disse o gerente-geral de Medicamentos da Anvisa, Gustavo Mendes, no anúncio.

publicidade

“Quando verificamos números do Ministério da Saúde de SRAG [síndrome respiratória aguda grave[ em crianças menores de 11 anos os casos associados às Covid-19 é um fator de preocupação e isso pesa na avaliação risco-benefício feito pela agência”, completou ainda.

Vacina da Pfizer para crianças

Até o momento, o imunizante estava liberado apenas para adolescentes maiores de 12 anos. Apesar da liberação, a imunização das crianças ainda deve ser anunciada pelo Ministério da Saúde, que precisa comprar doses específicas da vacina para o grupo. Não existe data para isso acontecer.

A dose nas crianças é diferente da dos adultos. Esse grupo vai receber um terço da quantidade usada para os maiores, com três semanas de intervalo entre as duas doses. Essa dosagem foi recomendada pela farmacêutica.  O imunizante infantil poderá ser armazenado por 10 semanas de 2°C a 8°C contra quatro semanas da destinada a adultos. 

Pesquisas com o imunizante

A vacina da Pfizer contra a Covid-19 registrou uma eficácia de 90,7% em crianças de 5 a 11 anos.  A pesquisa foi feita com 2.268 crianças com idades de 5 a 11 anos. As doses foram o equivalente a 1/3 da quantidade administrada em adultos. Uma parte do grupo recebeu placebo.

Os resultados mostram que apenas três crianças que tomaram a vacina da Pfizer testaram positivo para Covid-19, contra 16 do grupo do placebo. Isso mostra que o imunizante é altamente eficaz no grupo.

Leia mais:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!