Elijah Wood, o Frodo Baggins da franquia “O Senhor dos Anéis”, disse em entrevista ao The New York Times que acredita que se a trilogia, dirigida por Peter Jackson, fosse produzida nos dias de hoje, seu rumo, bem como o desenvolver dos filmes, seriam bem diferentes, dada a maior supervisão nos estúdios de filmagem e os corriqueiros vazamentos sobre futuros lançamentos.

“Havia uma grande sensação de falta de supervisão. Peter e a equipe maior puderam fazer os filmes do jeito que queriam, sem muita perspectiva externa”, afirmou ao jornal.

publicidade
 O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel - Imagem: © 2001 New Line Cinema.
O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel – Imagem: © 2001 New Line Cinema.

“Isso não significa que o estúdio não teve medo ou investiu. Eles sabiam do risco de fazer esses filmes consecutivamente. Não sei se ele conseguiria fazer da mesma forma agora. Olha, a internet [agora é] diferente também. Havia menos escrutínio sobre os filmes. Havia menos informações sobre eles. Fomos capazes de fazer os filmes em uma bolha. Tivemos problemas estranhos, como se houvesse alguns fotógrafos em uma colina, mas era bem menor. Não sei se isso seria possível hoje. Agora o mundo está online e há uma grande quantidade de acesso oferecido a praticamente qualquer pessoa sobre qualquer coisa.”

Leia mais!

“O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel” foi lançado em 2001, seguido por “O Senhor dos Anéis: As Duas Torres”, de 2002, e “O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei”, em 2003. A trilogia é baseada no livro de fantasia de J.R.R. Tolkien e ganhou, posteriormente, mais três obras dedicadas ao famoso Hobbit Bilbo Bolseiro.

Devido o sucesso dos filmes e seu legado de fãs, a Amazon encomendou uma série dedicada a franquia em 2017. Intitulada também como “O Senhor dos Anéis”, a primeira temporada da produção chega à plataforma dia 2 de setembro de 2022.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!