A primeira morte pela variante Ômicron da Covid-19 foi registrada na Alemanha nesta quinta-feira (23). O país anunciou ainda novas restrições para conter o aumento de casos da doença.

O Instituto Robert Koch de Virologia (RKI) anunciou que a idade da vítima está entre 60 e 79 anos e foi um dos mais de 3.100 casos da nova cepa no território alemão. Destes, 48 pessoas precisaram de hospitalização.

publicidade

Entre a última quarta (22) e esta quinta (23) foi registrado um aumento de 25% nos casos da variante Ômicron da Covid-19 na Alemanha. A expectativa do governo é que seja questão de dias até que a cepa se torne dominante no país. 

Alemanha contra a Ômicron

Por conta dessa preocupação, a Alemanha anunciou novas medidas para combater o avanço da Ômicron no fim de ano. A partir do dia 28 deste mês vão haver restrições para reuniões familiares, eventos e festas, mesmo para quem está vacinado contra a Covid-19.

Leia também!

Espanha, Portugal, Estados Unidos, Finlândia, Mônaco e Chipre foram incluídos na lista de países de alto risco. Isso significa que qualquer viajante vindo de um desses locais precisa passar por quarentena caso não tenha o certificado de vacina e um teste negativo da doença.

“Uma campanha ofensiva de reforços é nosso bloco de construção mais importante na luta contra a Ômicron”, explicou o ministro da Saúde da Alemanha, Karl Lauterbach, em coletiva na última quarta. “O nível de proteção contra sintomas graves da Covid-19 após uma dose de reforço é muito alto. Eu estimaria que vá bem acima de 90%”, completou.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!