Uma diversão que eu tinha lá pelos idos de 2013/2014 era ficar vendo compilados de coisas estranhas que foram capturadas pelo Google Maps. Como bom adolescente que era, eu gostava mesmo de ver gente caindo no chão, brigando, ou sofrendo algum tipo de acidente que não parecia grave.

Porém, um usuário do Reddit achou algo mais raro e, de certa forma, assustador ao vasculhar o Google Maps: um jato bombardeiro furtivo voador. A aeronave, do modelo B-2 Spirit, foi capturada no Google Maps enquanto voava por uma parte remota do estado do Missouri, nos Estados Unidos.

publicidade

Voando devagar

Caso o jato estivesse voando em sua velocidade máxima, não seria possível capturar a imagem. Crédito: Hippowned/Reddit

Um B-2 Spirit pode atingir uma velocidade de 1.010 km/h, porém, é provável que ele não estivesse voando a essa velocidade no momento em que os satélites gravaram sua passagem. A imagem está levemente borrada, porém, se o bombardeiro estivesse em velocidade máxima, não veríamos nada além de um borrão.

A foto também possui alguns pontos vermelhos e azuis, mas eles não fazem parte do bombardeio, mas são resultado dos satélites responsáveis pela captura das imagens. Tanto o Google Maps quanto o Google Earth utilizam uma infinidade de satélites para reunir as imagens de seus bancos de dados.

Como foi a captura

A imagem do bombardeiro é creditada a um satélite lançado pela empresa Maxar Technologies. Ao invés de focar a luz em um sensor, como as câmeras tradicionais, os satélites capturam imagens utilizando a medição da intensidade de certos comprimentos de ondas de luz, que são combinados para formar uma imagem.

Leia mais:

As ondas de luz utilizadas para captura das imagens têm cores, como vermelho, verde e azul (RGB). Provavelmente, foi esse sistema que gerou as faixas coloridas visíveis nas fotos do bombardeiro encontradas no Google Maps.

Esta, porém, não foi a primeira vez que o B-2 Spirit foi visualizado no Google Maps. Anteriormente, uma nave do mesmo modelo foi vista estacionada na Base da Força Aérea dos EUA em Whiteman, também no estado do Missouri. Porém, esta foi a primeira vez que um desses bombardeiros foi clicado em pleno voo.

Via: Tech Radar

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!