Nesta quinta-feira (30), o Irã anunciou que lançou três dispositivos de pesquisa espacial. “O lançador de satélite Simorgh enviou três equipamentos de pesquisa ao espaço”, informou o porta-voz do Ministério iraniano da Defesa, Ahmad Hosseini.

Além disso, o porta-voz complementou que “os objetivos de pesquisa previstos para este lançamento foram alcançados”. Ahmad Hosseini também disse que o nome do foguete de lançamento significa “Fênix” e os três dispositivos de pesquisa foram lançados a uma altitude de 470 quilômetros.

publicidade

Porém, não há maiores detalhes sobre a missão, como quando o lançamento foi realizado e nem quais dispositivos o foguete levou. Também não está claro se algum dos objetos entrou em órbita ao redor da Terra.

O país possui um dos maiores programas de mísseis do Oriente Médio e teve alguns lançamentos de satélite fracassados nos últimos anos. Hosseini citou que “o desempenho do centro espacial e o desempenho do foguete foram corretos” e descreveu o lançamento como “inicial”, ou seja, pode ser que mais estejam a caminho.

A novidade ocorre após a retomada das negociações, no período final de novembro e depois de cinco meses de interrupção, para tentar manter um acordo sobre o programa nuclear iraniano do ano de 2015.

A resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU exige que o Irã “não faça qualquer atividade relacionada a mísseis balísticos projetados para transportar cargas nucleares, incluindo os disparos que recorram à tecnologia de mísseis balísticos”. Isso inclui o lançamento de foguetes, já que ambas as tecnologias estão conectadas.

Leia também

O exército ideológico da República Islâmica, chamados de Guardiões da Revolução lançou seu primeiro satélite militar em abril de 2020. Nesta época, os Estados Unidos consideraram que o lançamento provava que o programa espacial iraniano se destinava a fins militares, e não somente comerciais.

Com isso, países ocidentais suspeitam de que o Irã busca ainda desenvolver, usando a tecnologia de seus lançadores de satélites, lançadores balísticos de longo alcance que seriam capazes de transportar cargas convencionais, ou nucleares.

O foguete transportador de satélites do Irã, chamado Zuljanah, antes de ser lançado em um local não revelado, o Irã.
Foto: Ministério da Defesa do Irã

A capital do país, Teerã, afirmou que seus programas balísticos e espaciais não contrariam nenhuma resolução da ONU. A TV estatal iraniana revelou imagens do que seria a decolagem do veículo de lançamento. No foguete branco estava escrito “transportador de satélite Simorgh” com o slogan “Nós podemos”. Ele foi disparado a partir do espaçoporto Imam Khomeini no Irã.  A mídia estatal também apresentou uma lista dos próximos lançamentos planejados de satélites.

Fonte: UOL

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!