A Intel apresentou seus chips híbridos de 12ª geração para desktops em agosto, agora os poderosos processadores Alder Lake estão chegando para notebooks. As CPUs híbridas da companhia combinam núcleos de performance (P-cores) e núcleos de eficiência (E-cores) no mesmo chip. Os núcleos mais rápidos realizam tarefas como rodar games pesados, enquanto os núcleos mais lentos lidam com a livestream, por exemplo, resultando em uma performance mais rápida. Além disso, a combinação de núcleos rende baterias melhores em notebooks.

Os processadores Alder Lake de 12ª geração trazem 14 núcleos para notebooks: 6 P-cores e 8 E-cores, dois P-cores a menos que a versão para desktop. Os novos chips são voltados para aparelhos portáteis de 16 polegadas, como notebooks gamer e outras máquinas potentes. 

publicidade
Divulgação / Intel

Em outras especificações, os chips gen 12 da Intel possuem suporte para RAM DDR5-4800 e RAM LPDDR5-5200 de baixo consumo, além de suporte para Wi-Fi 6E. Mas é bom esperar preços salgados para notes com DDR3, já que fabricantes de PCs preveem que os estoques serão limitados em 2022.

Segundo os números da Intel, os chips de 12ª geração se mostraram 40% mais rápidos que os de 11ª geração no geral. O chip top de linha da Intel, o Core-i9 12900HK, se mostrou 28% mais rápido para videogames, ultrapassando em muito o desempenho do Ryzen 9 5900X para diversos games.

Tabela de desemprenho do Core-i9 12900HK da Intel para games.

No teste Premiere Pro PugetBench, o 12900HK se mostrou 44% mais rápido que o chip 11 gen, além de 30% mais rápido em renderização Blender. Testes da própria Intel mostraram o Core i9-11980HK ultrapassando os chips M1 Pro e o M1 Max da Apple, assim como o Ryzen 5900HX, em Blender também.

Leia mais:

Agora resta esperar para ver como os chips de 12ª geração da Intel vão se sair na competição com os processadores sendo preparados pela Apple e AMD para 2022.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!