Veículos e Tecnologia

E Ink – Carro que muda de cor é apresentado pela BMW na CES 2022

06/01/22 09h19
Carro BMW iX Flow que muda de cor

Carro BMW iX Flow que muda de cor / Imagem: Divulgação/BMW

Na Consumer Electronics Show deste ano (CES 2022), em Las Vegas, a BMW apresentou um carro que pode mudar de cor em tempo real. Em versão conceitual, o SUV elétrico iX Flow subiu ao palco revestido por uma tecnologia de papel eletrônico, chamada E Ink, usada em e-readers como o Kindle.

O inovador esquema de pintura pode ser acionado com o toque de um botão. No momento, as tonalidades estão limitadas a branco, preto e cinza. Confira no vídeo da BMW o trecho em que o carro é apresentado com a tecnologia:

O revestimento na superfície do iX Flow contém muitos milhões de microcápsulas, com um diâmetro equivalente à espessura de um cabelo humano. Cada uma dessas microcápsulas contém pigmentos brancos com carga negativa e pigmentos pretos com carga positiva. O efeito de mudança de tonalidade é então estimulado por meio de um campo de energia elétrica.

Uma cor diferente do carro conforme a necessidade

Dependendo da configuração escolhida, a estimulação faz com que os pigmentos brancos ou pretos se acumulem na superfície da microcápsula, dando à carroceria do carro a tonalidade desejada. A ideia, apesar de possuir esse forte apelo com relação à personalização (o motorista escolher a pintura que mais gosta para o carro, dependendo do momento), também tem sua justificativa prática.

Conforme explica Stella Clarke, engenheira líder do projeto que implementou a tecnologia E Ink no modelo BMW iX, há várias possibilidades de uso do efeito. É possível programar os carros eléctricos para mudar de cor conforme o nível da bateria, ou para “piscar” como um sinal luminoso para ser encontrado em um parque de estacionamento cheio de veículos.

Leia mais:

Além disso, uma superfície branca reflete muito mais luz solar do que preta. Ou seja, o aquecimento do carro – e do ambiente interno com os passageiros – debaixo de uma forte luz solar e altas temperaturas externas pode ser reduzido, alterando o exterior para uma tonalidade clara. Em climas mais frios, os tons mais escuros ajudam o veículo a absorver mais o calor do sol.

Tudo indica que há questões ainda sendo trabalhadas e informações que precisam ser melhor detalhadas pela BMW, como durabilidade do efeito da cor, total de energia gasta pelo carro a cada mudança e até a respeito da temperatura ideal para que o funcionamento seja efetivo. E conforme a tecnologia for sendo ampliada e desenvolvida, novas cores (de verdade) deverão estar disponíveis também.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Tags