Nadando pelas águas profundas da Austrália, um peixe nada comum, com membros posteriores semelhantes a mãos, foi visto pela primeira vez em mais de 20 anos. O peixe-mão rosa (nome científico: Brachiopsilus dianthus), foi encontrado pela última vez na costa da Tasmânia, em 1999.

O encontro só foi possível pela presença de um robô que passeia pelo fundo dor mar com uma câmera para examinar corais, lagostas e peixes. Foi então que, ao analisar as gravações, pesquisadores viram o peixe-mão-rosa nas filmagens. O animal aparece à direita da tela, atrás de algas marinhas, sendo atraído pela câmera que possui uma isca, alvo de disputa de duas lagostas.

publicidade

Além disso, tal avistamento só ocorreu poucas vezes. Para preservar a espécie, as autoridades classificaram o peixe como ameaçado de extinção. Os cientistas estão esperançosos com o encontro, que pode ser um sinal que o número de indivíduos da espécie esteja crescendo

“Esta descoberta oferece esperança para a sobrevivência contínua do peixe-mão rosa, visto que eles têm um habitat e uma distribuição mais amplos do que se pensava”, explicou o biólogo marinho Neville Barrett, associado da Universidade da Tasmânia.

De acordo com o biólogo, “a maior surpresa foi encontrar um peixe-mão rosa na região a uma profundidade de cerca de 120 metros”. Ashlee Bastiaansen – outra profissional da Universidade da Tasmânia – falou em entrevista ao canal ABC, que as “mãos” do peixe chamam muita atenção: “Eu dei uma olhada mais de perto e fiquei surpresa ao ver suas mãozinhas”. Os pesquisadores contam que o peixe-mão rosa é nativo apenas da Austrália e pode ser encontrado no parque marinho da Tasmânia, que é uma área de preservação do tamanho da Suíça.

‘Peixe com mãos’ é encontrado no fundo do mar; veja as fotos
Imagem: Parks Australia

Leia também

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!