Com o objetivo de testar os procedimentos e equipamentos necessários para a adição e movimento de módulos maiores da estação espacial Tiangong, a China realizou um importante ensaio de captura e manobra de uma nave de carga usando um grande braço robótico de 10 metros de comprimento no módulo Tianhe.

De acordo com o site Space.com, o procedimento marcou um teste crucial antes do lançamento dos próximos módulos, ao empunhar a nave de suprimentos Tianzhou 2 e movê-la em torno de 20 graus, antes de devolvê-la à porta dianteira de atracação de Tianhe.

publicidade
Uma ilustração do teste de braço robótico da China no módulo Tianhe, da estação espacial Tiangong, enquanto movia a nave de carga Tianzhou 2. Imagem: CMSA

A operação de 47 minutos começou às 19h12 na quarta-feira (5), pelo horário de Brasília, e a conclusão bem-sucedida foi vital para o plano da Administração Espacial Nacional da China (CMSA) de finalizar a construção de sua estação espacial ainda este ano.

Estação espacial da China receberá mais dois módulos nos próximos meses

Os próximos módulos da estação espacial da China, chamados Mengtian e Wentian, estão programados para serem lançados em foguetes Longa Marcha 5B nos próximos meses e atracar com o Tianhe em órbita. 

Então, o braço robótico precisará agarrar os módulos, cada um com uma massa de mais de 20 toneladas, e manobrá-los da porta dianteira para as portas radiais. “Esta é uma tecnologia na qual devemos alcançar um avanço no curso da construção de toda a estação espacial”, disse Shi Jixin, vice-chefe de designer da estação espacial à CCTV, principal rede de televisão chinesa.

Equipes no solo simularam o teste do braço robótico bem antes da recente operação. O braço robótico dirigiu-se até um ponto de ancoramento perto local onde Tianhe está atracada dois dias antes do teste. A partir dessa posição, ele agarrou Tianzhou 2 anexando-se a um adaptador na nave de carga.

Leia mais:

Braço robótico é normalmente usado como apoio em caminhadas espaciais

Esta foi a primeira vez que o braço robótico foi usado em uma grande nave espacial, tendo em vista que, até então, ele vinha trabalhando em caminhadas espaciais fora da estação, ajudando a mover astronautas para realizar suas tarefas nessas atividades extraveiculares.

A adição dos dois novos módulos completará a estação espacial Tiangong, que terá a forma de um T. Eles são dedicados a hospedar uma série de experimentos científicos, além de contarem com uma câmara de ar para as caminhadas espaciais e um braço robótico menor.

Lançado em maio de 2021, a Tianzhou 2 foi a primeira visitante do recém-lançado módulo Tianhe. Ela entregou equipamentos, suprimentos e experimentos para a missão tripulada Shenzhou 12, que esteve por lá de junho a setembro.

A Tianzhou 2 permaneceu ancorada à Tianhe para ser usada em testes para mover futuros módulos da estação espacial com seu braço robótico. A nave de carga será desorbitada e queimará na reentrada assim que os testes estiverem concluídos, carregando com ela resíduos de material do módulo Tianhe.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!