É de conhecimento geral que a presença feminina no setor de tecnologia sempre foi marcada pela diferenciação entre oportunidades dadas a elas e para os homens. Embora isso venha mudando aos poucos, o segmento ainda continua predominantemente masculinizado.  

Embora ainda seja um mercado predominantemente masculinizado, o setor de TI vem mostrando um crescimento, ainda tímido, da presença de mulheres. Imagem: Bhaven Jani – Shutterstock

De acordo com uma pesquisa feita pela empresa de tecnologia “Revelo”, que conecta candidatos a vagas desse setor, em 2020, as mulheres ocupavam 12% das vagas na carreira de tecnologia, com um crescimento de 1,1% comparado aos 10,9% registrados em 2017.

publicidade

Diante desse cenário, as desenvolvedoras Camila Araldi e Nurielly Brizola criaram projeto Dev Girls, que propõe o desenvolvimento de mulheres que estão iniciando a carreira de TI.

Estimular a presença feminina no mercado de tecnologia

O crescimento registrado nos últimos três anos dá um certo ânimo às mulheres com interesse de atuar com as áreas de tecnologia, e, cada vez mais, as empresas estão incentivando e criando mecanismos de inclusão para as profissionais nesse mercado de trabalho. 

Um exemplo de programa nesse sentido, o projeto Dev Girls Mentor oferece mentoria e aulas voltadas para mulheres desenvolvedoras em início de carreira.

“Toda semana acontece um live coding pelo Discord com um desafio proposto. As mais de 70 girls que estão no grupo acompanham em tempo real e discutem sobre o tema abordado”, explica Nurielly.

Segundo ela, o propósito da mentoria é “guiar mulheres que estão começando suas carreiras na área de tecnologia e reforçar a presença feminina no segmento”. 

Leia mais:

Os próximos encontros acontecerão neste mês, trazendo um novo desafio e debatendo o papel da mulher na Tecnologia da Informação (TI), além de contar com um bate-papo para tirar dúvidas sobre o primeiro emprego antes das apresentações sobre o desafio proposto.

“É muito prazeroso poder ajudar meninas que estão entrando neste mercado com predominância masculina. Nosso principal objetivo é conseguir ajudá-las com o conhecimento que adquirimos na nossa jornada, e torná-las mais preparadas para o mercado”, declarou Camila.

Confira a programação do Dev Girls 2022:

  • 18 de janeiro, às 19h: Live coding: desenvolvimento do desafio
  • 19 de janeiro, às 19h: Programação não confirmada
  • 25 de janeiro, às 19h: Live coding: desenvolvimento do desafio
  • 26 de janeiro, às 19h: Bate papo: Estou pronta para o primeiro emprego?
  • 31 de janeiro, às 19h: Apresentação do desafio

Para participar da mentoria, clique aqui. E para mais informações, acesse o site do programa.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!