Ciência e Espaço

SpaceX atualiza design da Starship

Por Flavia Correia, editado por Rafael Rigues
12/01/22 15h23, atualizada em 13/01/22 15h58

O novo design de nariz mais monolítico da Nave Estelar. (NASASpaceflight – bocachicagal)

Pouco depois de Elon Musk confirmar planos de adicionar mais três motores Raptor à Starship e esticar os tanques propulsores do estágio superior do veículo, o CEO da SpaceX confirmou a implementação de uma das várias mudanças menores de design planejadas.

Na semana passada Musk afirmou, via Twitter, em resposta a um questionamento do produtor do NasaSpaceFlight Michael Baylor, que a SpaceX está realocando inteiramente um dos dois tanques secundários de combustível que as Starships usam para armazenar propulsor de pouso. 

Um gráfico revelou ainda planos para ajustar a maioria das subseções que a SpaceX empilha para formar uma Starship, complementando um design de nariz atualizado.

Por fim, outra mudança de design foi detectada no hardware que eventualmente se tornará parte do primeiro propulsor Super Heavy de empuxo completo.

SpaceX altera local de tanque secundário de metano na Starship

De acordo com Musk, começando com a Starship 24 (S24), que é provavelmente a próxima nave que a SpaceX completará, o tanque secundário de metano será realocado da cúpula comum do veículo para seu nariz. 

Desde o início, segundo o site Tesla Rati, o tanque secundário de oxigênio da Starship foi alocado na ponta do nariz — instalado em um local tão inconveniente com o único propósito de transferir o centro de gravidade da Starship para a frente.

Agora, o tanque secundário de metano vai se juntar a ele no nariz, com a explicação óbvia sendo a necessidade de mudar esse centro de gravidade ainda mais para a frente. 

Essa mudança pode ser vista como uma adaptação preventiva destinada a neutralizar o peso adicional de mais três motores Raptor e dos tanques mais longos.

A confirmação de Musk sobre a realocação do tanque de metano veio apenas alguns dias depois que um esboço vazado revelou ainda mais várias outras pequenas mudanças de design. 

Esse desenho em particular foi excepcionalmente detalhado e útil, mostrando efetivamente como o design da Starship mudará a partir da nave 24. As mudanças são bastante simples: em essência, a SpaceX adicionará um anel extra a várias seções do veículo. Para as naves atuais, seis seções distintas são empilhadas para formar o tanque cilíndrico e o casco da Starship.

Tanques secundários de combustível da cúpula comum. Imagem: NASASpaceflight – bocachicagal; SpaceX

Leia mais:

Segundo a SpaceX, são necessárias mais cinco seções empilhadas para completar o design atual do nariz. Contando o nariz em si, são necessárias cerca de sete operações de empilhamento para montar totalmente a estrutura básica de uma Starship. 

Com as mudanças de design a partir da Starship S24, a montagem de um nariz agora levará dois ou três empilhamentos, e a montagem completa de uma Starship levará seis empilhamentos. Embora obviamente não seja um grande redesenho, as mudanças simplificarão significativamente (e, portanto, potencialmente acelerarão) a montagem do conjunto Starship, que terá impactos positivos adicionais na instalação de encanamento, fiação e escudo térmico.

Há boas razões para acreditar que algumas das mudanças – especialmente expandindo o barril do nariz de quatro para cinco anéis de altura – acabarão sendo aplicadas ao Super Heavy, reduzindo potencialmente o número de “seções” de reforço necessárias de nove para sete ou oito. 

Este design tradicional da cúpula de impulso Super Heavy, com três anéis, está presente nos Boosters 3, 4 e 5.
Imagem: NASASpaceflight – bocachicagal

No entanto, já há sinais de algumas mudanças mais estranhas sendo feitas no design do Super Heavy. No dia 21 de dezembro, uma cúpula de impulso do Super Heavy — provavelmente do Booster 7 (B7) — foi revestida com vários anéis de aço como parte de um processo agora rotineiro, completando parcialmente a primeira seção de impulso de 33 motores. 

Porém, em vez da seção usual do barril de popa composta de três anéis de aço de 1,82 m de altura, esta ‘manga’ era composta de quatro anéis de 1,4 m de altura – a primeira vez na história da Starbase que anéis mais curtos apareceram em qualquer hardware.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags